Previdência dos servidores públicos terá novas mudanças

Em continuidade às atividades desenvolvidas pela administração em conjunto com o Grupo de Trabalho da Reforma da Previdência, encontro foi realizado no auditório da DAE SA, na tarde desta segunda-feira (13). Com o avanço dos trabalhos, o grupo iniciou a discussão dos pontos específicos que devem ser foco de ajustes para o atendimento à legislação federal. Na reunião, além dos representantes dos servidores da Prefeitura de Jundiaí, os gestores das Unidades de Governo e Finanças (UGGF) José Antonio Parimochi e de Administração e Gestão de Pessoas (UGAGP) Simone Zanotello e o diretor presidente do Iprejun, João Carlos Figueiredo, participaram.

O especialista indicou os pontos de necessidades de alterações legais para atender às normativas, que incluem, além das necessidades contributivas dos servidores, as fontes e critérios de financiamento, entre outros. Jundiaí conta, atualmente, com 2,3 mil aposentados e cerca de 7,7 mil servidores na ativa.

“Sustentabilidade e transparência são os eixos centrais da reforma. É uma jornada complexa que vamos percorrer com extremo cuidado técnico, jurídico, atuarial e financeiro. São muitas normas que precisam ser observadas na reforma, além de avaliar o impacto de.cada medida. Vamos preservar o equilíbrio atuarial e fazer as mudanças necessárias para assegurar a sustentabilidade da aposentadoria dos servidores”, apontou Parimoschi.

No encontro foram apresentadas as diretrizes da Emenda Constitucional n° 103/2019 e os pontos a serem reformados do regime vigente.

A apresentação ficou a cargo do consultor, especialista em regimes previdenciários, Edevaldo Fernandes da Silva, que foi contratado pela administração para assessorar o projeto de reforma. Ele também será o responsável, juntamente com sua equipe, de avaliar junto comna Administração e o Iprejun as sugestões que eventualmente sejam encaminhadas pelo Grupo de Trabalho da Reforma da Previdência.

A alteração nos regimes de previdência próprios das cidades é uma necessidade legal, determinada a todos os entes federados. Em Jundiaí, o Instituto de Previdência de Jundiaí (Iprejun) é o gestor das aposentadorias e pensões dos servidores.

Para garantir a transparência do processo, a administração municipal, por meio da Unidade de Gestão de Governo e Finanças, criou um hotsite no seu portal de internet para divulgar o pari passu do projeto de reforma da previdência dos servidores, as reuniões que estão sendo realizadas, além de informações importantes e legislações necessárias para o bom entendimento do que está sendo tratado em cada etapa do processo.

 

Apresentação do trabalho foi iniciada pelo gestor de Governo e Finanças (UGGF) José Antonio Parimoschi

Os interessados podem acessar o link ‘Previdência Servidores‘, na página inicial do site da Prefeitura de Jundiaí.