Motoboys da região fazem paralisação buscando melhorias

Os motoboys que fazem entregas para empresas de aplicativos decidiram paralisar as atividades por quatro dias, entre 09 e 12 de outubro.

A paralisação visa obter melhorias na remuneração por serviços prestados, dentre outras mudanças.

Os representantes da categoria em Jundiaí explicaram ao “Jornal da Região” que alguns motoboys investem em equipamentos de trabalho por meio de financiamentos e são surpreendidos com bloqueio sem justificativa e sem direito de defesa.

Outro ponto é na remuneração. Todos os custos estão mais caros, principalmente combustíveis, peças e pneus.


Uma reivindicação é a “Bandeira 2”, como dos táxis, para pagamento de taxa de entrega dobrada aos domingos

Também querem taxa fixa de remuneração e não por perímetro. Em Jundiaí, por exemplo, motoboys são obrigados a ficar em locais inadequados esperando por pedidos.

Outra queixa dos entregadores é o chamado para pedidos antes das refeições ficarem prontas. Se houver atraso na cozinha com excesso de pedidos, acaba provocando aglomeração de entregadores ou perda de tempo para outras entregad. A categoria quer o chamado apenas quando a refeição estiver pronta.

Também são feitos pedidos para o fim da coleta dupla e código para controle das entregas.

Os motoboys pedem para que os entregadores participem com adesão total à paralisação, para terem mais força perante às empresas de aplicativos.

 

%d blogueiros gostam disto: