Abelhas Jataí enriquecem a vivência das crianças

Para enriquecer ainda mais os projetos Horta Escolar e Inova na Horta, a EMEB Maria Aparecida Silva Congílio recebeu as abelhas Jataí, uma espécie sem ferrão. Essa atividade englobou conceitos e aprendizagens com o meio ambiente para a turma do G3A, por meio do desemparedamento da Escola Inovadora, da Prefeitura de Jundiaí.

A ideia é criar um corredor ambiental entre as hortas das escolas e ajudar no combate da extinção das abelhas. “Nesta primeira fase estamos apresentando esses animais sem ferrão para dez escolas e suas crianças. As abelhas são muito importantes para o trabalho de polinização e criar uma conscientização da importância da sustentabilidade é um dos principais objetivos do projeto. O plantio, a agricultura orgânica, a alimentação saudável e a meliponicultura, são temas que se complementam, e convergem para a saúde física e do planeta”, comenta a diretora do Departamento de Alimentação e Nutrição, Maria Angela Delgado.

Os projetos realizaram diversas atividades fundamentais para a formação das crianças. A ação com as abelhas encerra o ciclo proporcionando uma grande vivência e aprendizagem para as crianças, incentivando o cuidado e a importância de todos os elementos do meio ambiente. “Ela chegou na caixinha e agora está na horta, eu adorei conhecer a abelha”, conta a Sofia Gabrielly da Silva Ribeiro, 4 anos.

A caixa com as abelhas Jataí foi colocadas na horta da escola pelo Tecnólogo em Agricultura e Meliponicultura, Névio Savieto, que explicou sobre a ação. ”Estamos fechando esse ciclo do projeto, reforçando a grande importância das abelhas, como por exemplo da sua polinização. Sem contar com a educação ambiental que é essencial no dia a dia das crianças”, explicou Névio. A polinização é fundamental em diversas vertentes, 75% da alimentação humana depende direta ou indiretamente da ação de animais polinizadores, por exemplo.

A Coordenadora da escola, Maria Luisa Magro Sacrini, estava empolgada com o sucesso do projeto, assim como a Coordenadora Pedagógica, Érica Campos. “Nós levamos esse projeto para as escolas que participaram das construções das hortas e finalizamos com as abelhas nativas sem ferrão. A criança precisa perceber a importância da abelha na natureza, o quanto ela contribui e o quanto precisamos dela”, conta Érica.