Jundiaí tem capacidade para mais 52 mil árvores

Jundiaí possui 65 mil árvores e tem espaços prontos ou com possibilidade para receber mais 52,5 mil em seus viários. É o que aponta o Plano de Arborização Urbana de Jundiaí, apresentado pela Unidade de Gestão de Infraestrutura e Serviços Públicos durante o Seminário Regional de Arborização Urbana, ocorrido na manhã desta terça-feira (30) na DAE Jundiaí e organizado pela Associação de Engenheiros Agrônomos do Estado de São Paulo (AEASP). As 65 mil árvores de Jundiaí estão em áreas de ruas e avenidas, não incluindo as de grandes áreas verdes como Serra do Japi, parques e bosques.

O Plano de Arborização Urbana foi desenvolvido por seis técnicos que atuam no Departamento de Parques, Jardins e Praças e em espaços como Unidam e Jardim Botânico. Entre eles, o diretor do Departamento de Parques, Jardins e Praças da Prefeitura de Jundiaí, Rudislei Santos, responsável pela apresentação do plano.

“O desenvolvimento de uma cidade precisa levar em conta o investimento e a ampliação do plantio de árvores, e isso tem sido um diferencial de Jundiaí”, explica o gestor de Infraestrutura e Serviços Públicos, Adilson Rosa, que representou o prefeito Luiz Fernando Machado no evento. “Com mais árvores, estamos falando de espaços urbanos com mais qualidade de vida, com um clima mais ameno e outros ganhos ambientais, sem falar de beleza.”

“Jundiaí mais uma vez sai na frente”, destaca o gestor de Agronegócio, Abastecimento e Turismo, Eduardo Alvarez. “Hoje, o município possui ações ambientais importantes, como o PSA (Pagamento de Serviços Ambientais), que paga o produtor rural pela proteção de áreas verdes e suas nascentes. O Plano de Arborização Urbana vem para somar e ser mais um ativo importante para a proteção do meio ambiente.”


Sobre o plano
Dos 52,5 mil espaços que podem receber novas árvores, apontados pelo Plano de Arborização Urbana de Jundiaí, 22,5 mil já se encontram prontos e os demais 30 mil necessitam de algumas adaptações para o plantio. Durante o verão 2021/2022, o objetivo do Departamento de Parques, Jardins e Praças é plantar 3.940 árvores

Em sua apresentação, Rudislei destacou que foram plantadas 1,8 mil árvores de fevereiro a setembro deste ano e com recursos da própria Prefeitura. “Entendemos que o plantio deveria começar antes de o plano ficar pronto”, destaca. “Com o plano, queremos elevar a arborização urbana ao mesmo patamar de outros serviços públicos considerados essenciais.”

Do total de 65 mil árvores na cidade, o plano revelou que 40% delas possuem alguma inadequação, como idade avançada. Atualmente, técnicos da Prefeitura de Jundiaí contam com um APP que permite agilizar a confecção de laudos de vistoria em árvores, justamente para saber de suas situações.

“Ao construir um Plano de Arborização Urbana, Jundiaí mostra que está atenta às questões que promovem a qualidade de vida e que tem preocupação com o meio ambiente”, diz o presidente da AEASP, João Sereno Lammel. Além de Rudislei, o Seminário Regional de Arborização Urbana contou com outros palestrantes ao longo do dia.

%d blogueiros gostam disto: