Cia. Jovem de Dança concorre em premiações da APCA

A Cia. Jovem de Dança, corpo artístico ligado à Unidade de Gestão de Cultura (UGC), recebeu indicação e concorre a dois prêmios da Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA), um dos mais importantes deste segmento em todo o País, nas categorias Espetáculo não presencial e Prêmio Técnico.

Esta já é a segunda vez que a companhia é indicada à premiação pela instituição. Em janeiro do ano passado, o grupo concorreu ao prêmio Dança 2020 pela categoria Criação, com a coreografia “P.A.Q.U.I.T.A.”, que significa passos aleatórios que um impulso te apresenta e faz referência a um balé de mesmo nome. A coreografia é do diretor artístico da companhia, Alex Soares, e, por conta da pandemia, foi apresentada através das redes sociais da Cultura.

Pela categoria Espetáculo não presencial, a companhia jundiaiense concorre com o vídeo da coreografia “Tik Clog Dance”, montado para comemorar o Dia Internacional da Dança em abril do ano passado, e que, baseada na linguagem do Tik Tok, revisita a cena clássica dos tamancos (clog, em inglês) do “La fille mal gardée” (do francês, A Garota mal protegida), balé de repertório mais antigo de Jean-Georges Noverre.

Já pela categoria Prêmio Técnico “Projeto, Programa, Difusão e Memória”, o grupo concorre com a série de vídeos preparada para a programação do Mês do Patrimônio do ano passado e gravada em locais icônicos da cidade, como o Complexo Fepasa, a Serra do Japi e o Teatro Polytheama. Ambas as coreografias são concepções de Alex Soares, diretor artístico da companhia.


O gestor de Cultura, Marcelo Peroni, reforça a importância das novas indicações para a companhia. “A Cia. Jovem de Dança foi retomada pela Prefeitura em 2018 com a proposta de fomentar esta linguagem artística na cidade, promover o intercâmbio e atuar de modo inovador na formação de novos talentos. O sucesso de público em suas apresentações e as indicações dois anos seguidos pela APCA, importante instituição brasileira, atestam como acertada a decisão por sua retomada e faz com que a companhia cada vez mais alcance novos níveis e premiações”, comemora.

Para Alex Soares, indicações já são motivos de comemoração. “Os prêmios da APCA são dos mais reconhecidos e tradicionais, não só para a dança, como para as demais linguagens artísticas. Estas indicações, pelo segundo ano consecutivo, já são motivo de comemoração, independentemente dos resultados. Concorrer com tanta gente boa e talentosa valem como um importante reconhecimento ao trabalho que temos desenvolvido pela companhia.

Após assembleia da Associação para a seleção dos vencedores, os resultados deverão ser divulgados no início de fevereiro.

%d blogueiros gostam disto: