Comédia clássica ‘Escola de Mulheres’ celebra os 400 anos de Molière

Neste sábado (18), às 19h, o público tem a oportunidade de conferir, no palco do Sesc Jundiaí, a encenação da comédia clássica ‘Escola de Mulheres’, peça que revela a potência feminina e a força do amor opondo-se ao conservadorismo burguês e ao machismo. A montagem celebra a efeméride dos 400 anos de nascimento do importante dramaturgo francês Molière e tem direção, tradução e adaptação de Clara Carvalho.

Os ingressos custam de R$ 9 a R$ 30 e estão à venda pela web e nas bilheterias físicas do Sesc. A classificação indicativa é de 12 anos.

No palco, o espetáculo é protagonizado pelo ator Brian Penido Ross (Arnolfo), ao lado do elenco composto por Ariel Cannal (Horácio), Felipe Souza (Cupido), Paulo Marcos (Crisaldo), Gabriela Westphal (Inês), Leandro Tadeu (Oronte), Luiz Luccas (Henrique), Rogério Pércore (Alain), Vera Espuny (Georgette).

Escrita em 1662 por um dos autores clássicos mais feministas da França, Molière discute com muita ironia, leveza e elegância, o machismo em sua ‘Escola de Mulheres’. Nessa comédia, Arnolfo repele frontalmente a ideia de ser traído, e para isso educa uma jovem para que se torne a esposa “ideal”. As personagens femininas de Molière são inteligentes, perspicazes e empoderadas, muito antes do termo invadir nosso cotidiano, fazendo com que o plano de Arnolfo não seja tão fácil assim.

Serviço
Espetáculo de teatro
Escola de Mulheres
Autoria: Molière
Adaptação, tradução e direção: Clara Carvalho
Dia 18, sábado, às 19h
Teatro | 220 lugares
Classificação: 12 anos Duração estimada: 90 min

Ingressos: R$ 9 (credencial plena), R$ 15 (meia) e R$ 30 (inteira)
Venda de ingressos
On-line pelo endereço: sescsp.org.br/jundiai
Na bilheteria física: Avenida Antônio Frederico Ozanan, 6600. De terça a sexta das 9h às 21h30 e sábado e domingo das 10h às 18h30. O que é necessário para acessar a unidade:

Em caso de atividade que exija ingressos, será necessário apresentar o ticket com QR code na entrada do evento.

O uso da máscara é recomendado durante a permanência na unidade.

%d blogueiros gostam disto: