Juiz considera legal uso de arma por comerciante que matou ladrão

O juiz das audiências de custódia, do Plantão do Fórum de Jundiaí, Orlando Haddad Neto, despachou favorável ao comerciante que reagiu à tentativa de roubo de seu carro, em Campo Limpo Paulista, na noite da última sexta-feira (24), no Jardim América.

Na noite dos fatos a autoridade policial considerou que houve legítima defesa por parte da vítima, ao matar o ladrão, porém, o enquadrou por porte irregular de arma de fogo, estabelecendo fiança para responder processo em liberdade.

O juiz Orlando considerou, em seu despacho, que o arbitramento de fiança não se mostra justificável e determinou a devolução do dinheiro depositado na conta judicial.

O magistrado comentou que pela dinâmica dos fatos, principalmente pelos vídeos que recebeu, o roubador que estava acompanhado de outro comparsa (que conseguiu fugir) agiu de forma a render a vítima.

Agora, com o comparsa solto, a vítima precisa estar segura, com a sua arma de volta e documentação original que foi recolhida no dia dos fatos.

“No caso, o indiciado possui trabalho e residência fixos e é atirador esportivo”, seguindo todas as regras vigentes e exigentes da legislação brasileira.

%d blogueiros gostam disto: