Artista de Jundiaí está entre os vencedores do Concurso Viola SP

O Concurso Viola SP, parte do programa #JuntosPelaCultura, reconheceu o trabalho de violeiros contemporâneos e tradicionais. Os vencedores da edição de 2022, a primeira aberta ao público, foram anunciados na tarde do sábado (23), durante o Revelando SP, principal evento de cultura tradicional paulista, no Parque da Água Branca, zona oeste paulista. O Revelando SP, com gestão da Amigos da Arte, aconteceu presencialmente este ano de 20 a 24 de julho, depois de dois anos de realização virtual.

Leandro Valentim (Mirassol) recebeu o primeiro prêmio na categoria “Viola Tradicional”, seguido por Junior Carvalho (Indaiatuba) e Karoline Violeira (Botucatu). Na categoria “Viola Contemporânea”, Mel Moraes (Socorro) ficou em primeiro lugar. Na sequência, César Petená e Gabriel Souza, das cidades de São Paulo e Jundiaí respectivamente, foram os vencedores.

Mel e Karoline também receberam o prêmio “Violeira Revelando”. Miquelino Violeiro, de Itapeva, ganhou o prêmio Incentivo. O ibitiguense Goianito saiu do concurso com dois prêmios, o Prêmio Viola + 50 e o Prêmio do Público em Viola Tradicional. Lucas Torneze, de São Paulo, ficou com o reconhecimento do público na categoria Viola Contemporânea.

Concurso Viola SP
Mais de 80 violeiros e violeiras de todo o Estado de São Paulo se inscreveram no Concurso Viola SP 2022, é a primeira realizada no formato presencial desde a criação da competição, em 2020. Foram selecionados 16 finalistas em duas categorias: viola caipira contemporânea e viola caipira tradicional. Os finalistas se apresentaram ao vivo no Parque da Água Branca.

Um júri especializado acompanhou as apresentações para eleger os três melhores violeiros em cada categoria. O valor de cada premiação é de 15 mil, 10 mil e 5 mil reais, respectivamente. As categorias Prêmio Violeira Revelando SP, Prêmio Viola +50 e Prêmio Incentivo receberam o valor de 5 mil reais, além de Prêmio do Público atribuído em cada modalidade aos violeiros e violeiras mais aclamados pelos presentes, num valor de 5 mil reais.

JuntosPelaCultura
O programa visa fomentar a produção, ampliar o acesso à arte e à cultura e, de forma simplificada, articular o estado, prefeituras e segmentos artísticos para a realização de ações culturais, eventos e atividades da economia criativa. Por meio de chamadas públicas, o Juntos Pela Cultura viabiliza parcerias para a execução dos principais programas de difusão cultural paulistas, com gestão da Amigos da Arte.

Desde 2019, o programa já contou com o lançamento de 25 chamadas públicas para municípios, para artistas e para organizações, com mais de quatro mil propostas inscritas. As seleções foram realizadas por júris especializados e comissões com maioria da sociedade civil, resultando em 1.977 projetos selecionados. Desses, 1.256 oriundos de prefeituras e 721 projetos de artistas, produtores culturais e organizações.

Amigos da Arte
A Amigos da Arte, Organização Social de Cultura responsável pela gestão do Teatro Sérgio Cardoso, Teatro Sérgio Cardoso Digital e Teatro de Araras, além da plataforma de streaming e vídeo por demanda #CulturaEmCasa, trabalha em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e a iniciativa privada desde 2004. Música, literatura, dança, teatro, circo e atividades de artes integradas fazem parte da atuação da Amigos da Arte, que tem como objetivo fomentar a produção cultural por meio de festivais, programas continuados e da gestão de equipamentos culturais públicos. Em seus mais de 17 anos de atuação, a Organização desenvolveu cerca de 60 mil ações que impactaram mais de 30 milhões de pessoas.

%d blogueiros gostam disto: