Jundiaí alerta sobre a importância de cuidar da saúde

Dia 5 de agosto – Dia Nacional da Saúde – traz todos os anos o alerta sobre a importância de cuidar da saúde, do autocuidado. Em Jundiaí, a rede de atenção primária expande dia a dia o atendimento para fora do consultório médico, visando não somente o cuidado da doença, mas a qualidade de vida e a prevenção. Artesanato, meditação, auriculoterapia, fisioterapia, dança circular, Lian Gong, alongamento, grupos de gestantes, de adolescentes, de pais, estão entre os serviços ofertados pelas Novas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Clínica da Família.

“A saúde é nossa prioridade e recebe investimentos de maneira organizada e eficiente para construções, reformas e ampliações nos equipamentos, para a implantação de novas tecnologias e também para a oferta de atendimento resolutivo e multidisciplinar com foco no desenvolvimento e na qualidade de vida da população. O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do nosso município é comparado aos de países desenvolvidos da comunidade europeia (0,822), o que mostra que estamos no caminho correto”, ressalta o prefeito Luiz Fernando Machado.

Aos 75 anos, a dona de casa Masue Yamamoto Yamada vai todas as segundas-feiras na UBS Esplanada. Há seis anos, ela integra o Grupo Mãos Arteiras e é reflexo de que multidisciplinaridade no atendimento traz bons resultados. “Eu venho bordar e também faço ginástica com o pessoal no Centro Esportivo, além de passar pelas consultas de rotina. Comecei depois que recebi o convite. Hoje, sou outra porque convivo com pessoas, saio de casa. Tudo é tão bom e me dá um bem-estar tão grande, que minha saúde mudou e minha vida também”, comenta.

A pensionista Sandra Maria Macrino Barbosa também integra o grupo, onde faz amizades, troca conhecimentos e desestressa, segundo ela. “É como se fosse uma terapia de tão bem que faz para minha mente. Costumo brincar que não tenho mais tempo nem de ficar doente depois que conheci esse serviço oferecido pela UBS”.

As práticas ofertadas pela Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) fazem parte da proposta das Práticas Integrativas e Complementares (PICs) desenvolvidas pelos Núcleos de Apoio à Estratégia de Saúde da Família (NASF), juntamente com as UBSs. Os grupos contam com a presença de fisioterapeuta, educador físico, nutricionista, assistente social, terapeuta ocupacional, psicólogo e psiquiatra, além da equipe de médicos, enfermeiros e técnicos dos equipamentos de saúde.

Para a médica da UBS Esplanada, Fernanda Fumagalli Bifani, formada há 18 anos, esse modelo é um diferencial. “Temos tido sucesso. O atendimento multidisciplinar em grupo garante um debate a respeito de diversos assuntos, desde a doença em si, como questões de bem-estar, conhecimento e experiências singulares a cada indivíduo, que podem ser trocadas e compartilhadas das formas mais variadas possíveis, ou seja, extrapola-se o tema doença para o tema vida, bem-estar, saúde. Dessa forma todos os participantes são munidos de ferramentas para terem autonomia para o autocuidado. A grosso modo, não se dá o peixe, ensina-se a pescar. ”

“A finalidade é a prevenção, promovendo a saúde. O reflexo são pessoas acolhidas, dispostas, com menos uso de medicamentos e ansiedade, com qualidade de vida, que é o que objetivamos”, também avalia a gerente da UBS, enfermeira Fabiana Montoro Novo.

Investimentos
Ao longo do ano, junto com a expansão do modelo de atendimento em grupos, a Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) vai investir cerca de R$ 8 milhões, de maneira organizada e eficiente, em obras como a das UBSs Santa Gertrudes, Morada das Vinhas, Guanabara e Sarapiranga, além da Clínica da Família e Pronto Atendimento Hortolândia, das Unidades de Apoio Hortolândia e Novo Horizonte.

“Atuamos na ampliação do atendimento em várias frentes. Foi implantada a teleinterconsulta, com a oferta de diferentes especialidades médicas, o telediagnóstico com exames de eletrocardiograma (ECG) nas UBSs, e o prontuário eletrônico. Concomitantemente, expandimos com obras e com oferta de recursos terapêuticos que buscam a prevenção de doenças e a recuperação da saúde, o que tem dado bons resultados. Ainda tem desafios a serem superados na saúde, mas Jundiaí tem muito a comemorar neste Dia da Saúde”, afirma o gestor de Promoção da Saúde, Tiago Texera.

%d blogueiros gostam disto: