Haddad lidera para Governador e Tarcísio e Rodrigo estão empatados

Por Daniel Galvão – Do Estadão Conteúdo

O candidato a governador de São Paulo Fernando Haddad (PT) continua na liderança na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes, com 34% das intenções de voto, aponta pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quinta-feira (11). De acordo com o levantamento estimulado, os candidatos Tarcísio de Freitas (Republicanos) e Rodrigo Garcia (PSDB), atual governador, estão empatados com 14% cada.

Haddad, ex-prefeito de São Paulo, oscilou um ponto porcentual para baixo – na última sondagem, em julho, estava com 35%. Tarcísio, ex-ministro da Infraestrutura, manteve os 14% da pesquisa anterior, e Garcia subiu dois pontos porcentuais, de 12% para 14%. A margem de erro é de 2,4 pontos.

O candidato Elvis Cézar (PDT) aparece com 2%. Vinícius Poit (Novo), Gabriel Colombo (PCB), Altino Júnior (PSTU) e Edson Dorta (PCO) têm 1% das intenções cada um. Votos em branco e nulos e eleitores que afirmaram que não pretendem votar somam 19%, contra 24% do último levantamento. Os indecisos são 13% (12% na sondagem anterior).

Segundo turno

No cenário de segundo turno, entre Haddad e Tarcísio, o ex-prefeito manteve os 44% da pesquisa anterior, enquanto que o ex-ministro subiu três pontos porcentuais, de 28% para 31%. Votos em branco e nulos e eleitores que disseram não pretender votar somam 17% e indecisos, 9%

Numa eventual disputa de segundo turno com Garcia, o petista tem 41% (ante 42% no último levantamento) e o atual governador de São Paulo subiu de 27% para 32%. Votos em branco e nulos e eleitores que não pretendem votar somam 19% e indecisos, 9%

Já se o confronto for entre Garcia e Tarcísio, o tucano fica com 29% ante 28% da sondagem anterior e o ex-ministro aparece com 26% (ante 25% do último levantamento). Neste cenário, votos em branco e nulos e eleitores que disseram não pretender votar somam 28% e indecisos, 17%.

Rejeição

Segundo a pesquisa, a rejeição a Haddad manteve-se em 49%. A de Garcia foi de 18% para 16% e a de Tarcísio, de 15% para 14%.

Avaliação de governo

De acordo com o levantamento, a avaliação positiva do governo de Garcia subiu de 19% para 21%. A avaliação regular foi de 36% para 41%, e a negativa, de 20% para 17%.

As entrevistas foram realizadas entre sexta-feira (5) e segunda-feira (8). Foram consultados 2 mil eleitores com mais de 16 anos. O nível de confiabilidade é de 95%. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral com o número SP-02135/2022.

%d blogueiros gostam disto: