Passageiro quebra poltronas de avião e é preso

Um passageiro com sinais de confusão mental quebrou poltronas de um avião da companhia Gol durante uma viagem entre os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Gilberto Freyre, no Recife, na noite domingo (14). Ele acabou detido por agentes da Polícia Federal após a aeronave pousar na capital pernambucana.

A confusão e a chegada dos policiais federais foram registradas por passageiros em vídeos que circularam nas redes sociais.

De acordo com a Polícia Federal, o homem é um vendedor ambulante de 34 anos, morador em Naque, cidade mineira a cerca de 250 km de Belo Horizonte. Seu nome não foi divulgado.

Em nota, a Gol informou que o homem foi contido pela tripulação. “A Polícia Federal foi acionada para acompanhar o desembarque pela porta traseira”, afirmou a empresa aérea.

A companhia aérea também disse que que “todas as ações e procedimentos adotados pela companhia foram tomados com foco na segurança dos comissários e clientes.”

Os vídeos mostram o passageiro chutando as bandejas dobráveis e os encostos de três poltronas. Ele estava sentado do lado da janela e não havia ninguém nos dois assentos próximos.

Um comissário de bordo e um passageiro que estava na fileira de trás tentaram conter o homem enquanto peças das poltronas eram arrancadas com violência.

As imagens mostram o comissário retirando as peças quebradas pelos chutes do passageiro.

Outro vídeo mostra um policial federal tentando conversar com o homem, observado pelo comissário de bordo, enquanto ele é xingado por outros passageiros.

“Abaixa a bola, a polícia chegou”, afirmou o policial, segundo o vídeo. “Enfiaram a agulha sem eu saber”, rebateu o homem. Nesse momento, uma voz da tripulação pede para que as pessoas deixem o corredor livre.

Segundo a Polícia Federal, meia hora antes de o avião iniciar a descida, o ambulante começou a ficar desorientado e demonstrando sintomas de náuseas.

“Foi solicitado apoio de um passageiro médico que, ao fazer uma aplicação de glicose [por suspeita de que o ambulante havia ingerido bebida alcoólica], ele passou a agredir fisicamente e verbalmente a tripulação e os passageiros, quebrando poltrona e mesa de apoio”, afirmou.

Ainda segundo a PF, foi encontrada na bagagem de mão do passageiro uma garrafa plástica contendo o resto de uma substância transparente semelhante a cachaça.

A polícia disse que a contenção do ambulante demorou mais de 15 minutos, em virtude de ele ter colocado o voo em perigo, “expondo todos a um desastre aéreo”.

​​Ainda de acordo com a Polícia Federal, o ambulante estava bastante alterado, cuspindo nas pessoas e chutando mesas ao ser levado para a sede da corporação.

O passageiro foi autuado em flagrante por dano qualificado, por expor aeronave a perigo e por impedir ou dificultar navegação aérea, cujas penas variam de 2 a 5 anos de reclusão, informou a PF.

Ele passou por audiência de custódia e foi liberado devendo responder ao processo em liberdade. A Gol não disse se vai pedir ressarcimento dos prejuízos.

%d blogueiros gostam disto: