Jundiaí libera vacina para crianças entre 3 e 4 anos com comorbidades, deficiências ou indígenas

Com o encaminhamento de pequeno lote de doses de vacinas Coronavac para a aplicação em Crianças de 3 e 4 anos para Jundiaí – especificamente para aquelas com comorbidades, deficiências ou indígenas -, pela Secretaria de Estado da Saúde, a aplicação para este grupo será iniciada neste sábado (20), no Dia D de Multivacinação, que em Jundiaí contará com algumas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) abertas para o atendimento a todos os interessados e públicos.

De acordo com a enfermeira e coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Jundiaí (VE), Maria do Carmo Possidente, a cidade conta com cerca de 800 doses para aplicação em primeira dose. “A vacinação para as crianças entre 3 e 4 anos começa de maneira escolonada, conforme determina os órgãos Estadual e Fedeal, para os públicos com deficiências, comorbidades ou indígena, da mesma forma que foi realizada em outras fases. Para receber a aplicação, basta apresentar a carteira de vacinação documentos que comprovem a condição, podendo ser receitas, prescrições médicas ou exames”, detalha.

A vacinação neste sábado (20) será realizada:
Das 8h30 às 11h30 e das 13h às 15h30:

– UBS Hortolândia (rua Palmira Cervi Bárbaro, 91);
– UBS Anhangabaú (Rua Hans Staden, 40);
– UBS Rami (rua Cica, 1345);
– Nova UBS Jardim do Lago (rua Leonita Faber Ladeira, 1358);
– Clínica da Família do Almerinda Chaves (rua José Ribeiro Barbosa, 20);
– Nova UBS Tulipas (rua Ana Congani Bocalão, 80);
– UBS Colônia (rua. Profª. Benedita Siqueira de Godoy, 11);
– Nova UBS Jundiaí Mirim (rua Josefa Piccolo, 198, Jardim Bandeiras).

Das 8h às 12h:

– UBS Ivoturucaia (rua Profª Valderez A. C. C. Lopes, 210);
– Nova UBS Santa Gertrudes (rua Alice Guimarães Pelegrini, 780).

Quem não puder comparecer e levar o filho (a) para a aplicação neste sábado, terá o Polo de Vacinação da Vila Hortolândia (antiga Creche do Idoso), das 8h às 16h30, de segunda a sexta-feira, para fazer a primeira aplicação contra a COVID-19, levando a mesma documentação. De acordo com Maria do Carmo, a centralização na aplicação se dá pela necessidade de otimização das doses. “A distribuição foi feita de maneira regrada, portanto é essencial garantir o uso de todas as 10 doses de cada frasco de Coronavac para a imunização das crianças”, explica. Após a diluição e abertura do frasco, as doses devem ser utilizadas em no máximo oito horas.

%d blogueiros gostam disto: