JORNAL DA REGIÃO

JUNDIAÍ E REGIÃO

Jundiaí retoma as cavalgadas e reúne 400 participantes

O resgate da tradição tropeira, a valorização do agronegócio e do turismo rural marcaram a 12ª Cavalgada do Circuito das Frutas, neste sábado (03), com a participação de cerca de 400 pessoas de dez cidades da região, inscritas previamente. O percurso de 16 km teve como ponto de partida o Bar do Mingo, no Bairro da Roseira, em Jundiaí. Promovida pela Associação de Turismo Rural, com apoio do Consórcio Intermunicipal para Desenvolvimento do Polo Turístico do Circuito das Frutas, a cavalgada foi retomada neste ano, depois de dois anos, após o período pandêmico.

Cavalgada valoriza a tradição tropeira, a produção e as características rurais, promovendo a união das famílias

“Jundiaí foi uma das portas do sertão. Os trajetos da Cavalgada nunca se repetem, mas a essência da proposta se mantém, fortalecendo o Circuito das Frutas Paulista como polo produtor e destino turístico rural. Juntamos nessa cavalgada a cultura do tropeirismo, incentivando os empreendedores e a produção rural, que fomentam o turismo e contribuem para alavancar os negócios”, afirmou o gestor da Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo de Jundiaí, Eduardo Alvarez.

Segundo Isabel Harder, diretora do Departamento de Agronegócios, a cavalgada reuniu representantes dos municípios que compõem o Circuito das Frutas: Indaiatuba, Valinhos, Vinhedo, Louveira, Jarinu, Morungaba, Atibaia, Itatiba e Itupeva, além de Jundiaí. “O foco é valorizar a produção, as características rurais e a tradição tropeira, além de unir as famílias”, comentou a diretora.

Após um típico café da manhã da roça, o percurso seguiu no sentido Itatiba, passando pelo bairro Morro Azul até a estrada Luís Comin, em Jarinu. Retornou pelo bairro Olaria, ainda em Jarinu, até o bar do Mingo novamente, onde o evento foi encerrado com um almoço.

“É um evento familiar, que reúne pessoas de várias gerações, todas na mesma sintonia, graças à equipe de organização, sempre empenhada em promover a união”, comentou Fátima Rizzato, presidente da Associação de Turismo Rural do Circuito das Frutas.

Maria Clara, de Itatiba, marcou presença, participando pela primeira vez da Cavalgada, com a égua Garoa
Claudinho ressaltou a satisfação de reencontrar amigos e percorrer as propriedades rurais

De Itatiba, Maria Clara Bertoni, 16 anos, participou pela primeira vez da cavalgada, com a égua Garoa. “Gosto muito de participar de encontros como esse, desde criança. É uma oportunidade de fazer amizades e de intensificar as ações que buscam melhorar os negócios”.

Claudinho Fiorante, 58, de Jundiaí, sempre marcou presença, desde a primeira edição. “Passar pelas propriedades é muito prazeroso e o encontro entre amigos é uma verdadeira confraternização”, disse ele, ao lado da égua Relíquia.

%d blogueiros gostam disto: