Governo de SP diz que acabou com a maioria dos bloqueios

CLAUDINEI QUEIROZ

(FOLHAPRESs) – Em nota publicada no site da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP/SP) na noite desta terça-feira (1º), a pasta afirma ter seguido as ordens do governador Rodrigo Garcia e desbloqueado quase todas as estradas fechadas contra o resultado legítimo da eleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Até as 19 horas dessa terça, a Polícia Militar dissolveu 64 pontos de bloqueio em avenidas da capital e em rodovias estaduais e federais em todo o estado de São Paulo. Na capital não há mais pontos de bloqueio”, informou o texto.

Logo em seguida, porém, o comunicado diz que o bloqueio na marginal Tietê, na região da ponte das Bandeiras, foi apenas parcialmente desbloqueado.

A reportagem perguntou à SSP por que a PM não conseguia liberar definitivamente a via, mas a pasta não respondeu até a publicação deste texto.

Segundo a SSP, na Região Metropolitana de São Paulo, os bloqueios foram encerrados no rodoanel Mário Covas, nas cidades de São Bernardo e Itapecerica da Serra, e na rodovia Hélio Smidt, que dá acesso ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, além da marginal Tietê.

A secretaria também informa que há somente três pontos de obstrução total de vias localizados nas cidades de São Pedro, São João da Boa Vista e Limeira.

“Na rodovia Presidente Dutra (BR116), os pontos obstruídos estão em Jacareí e São José dos Campos.

A Polícia Militar criou na segunda-feira (31) um gabinete de crise e está tomando decisões com base nas novas informações que chegam. Dos 64 pontos desbloqueados, quatro foram na capital, 11 na Grande São Paulo e 49 no Interior.

Em entrevista coletiva na manhã desta terça, o governador Rodrigo Garcia afirmou que os manifestantes que descumprissem as determinações e resistissem às ações da PM poderiam ser multados e presos. A multa é de R$ 100 mil, por hora, para cada veículo que realizar a obstrução de via.

“Nós procuramos dialogar e negociar com esses manifestantes para que as vias públicas fossem desobstruídas, desde ontem. Hoje pela manhã, em virtude da decisão do Supremo Tribunal Federal, as negociações se encerram e, a partir de agora, nós vamos aplicar aquilo que determina a decisão judicial”, afirmou o governador.

Em Jundiaí, desde as 17 horas de segunda-feira ocorre bloqueio da Via Anhanguera no Km 53, nos dois sentidos.

%d blogueiros gostam disto: