Independente, Série DOMUS recebe duas indicações no maior festival de Web séries

A Série DOMUS – produção independente – consegue chegar ao Rio WebFestival, o maior festival de Web séries do mundo que acontece do dia 24 ao dia 27 de novembro, no espaço cidades das artes. A produção do episódio piloto foi feita sem ajuda financeira de iniciativa pública ou privada e recebeu duas indicações no festival: Melhor Ideia Original e na categoria de suspense Melhor Ator, para o ator Paulo Camilo.

A série independente é realizada pelo Grupo de Cinema independente Set7 de Jundiaí. “Sem os grandes profissionais envolvidos ao projeto, a serie DOMUS estaria no papel guardado em uma gaveta, apenas como uma ideia particular. A indicação de melhor ideia original, consiste na força da criação do coletivo, seja ela, na criação de um objeto cênico, na concepção de um acorde para trilha sonora, da grandeza artística dos atores, até a sensibilidade da equipe técnica, e isso me deixa muito feliz” ressalta o escritor Luiz Rodriguez.

Domus é uma série de suspense, na qual sete personagens de diferentes classes sociais da cidade de Jundiaí recebem uma oferta misteriosa para entrarem em uma casa. Atraídos pela possiblidade de vingança, respostas, salvação ou conciliação, Hugo, Tônia, Ana, Edu, Lee, Gustavo e Filipi se encontram na casa Domus tentando preservar sua vida secreta. Alguns entraram ali por vontade própria e outros a força, mas o que eles não sabem é que, apesar de não se conhecerem, os sete estão interligados por corrupções, atrocidades e crimes cometidos no passado. Ao chegarem no local, os escolhidos retiram de uma caixa preta, um envelope com as instruções específicas para prosseguir com as ordens, e eles são obrigados a submeter seus pertences em uma caixa vermelha para serem esquecidos da sociedade.

Paulo Camilo afirma que essa é uma das maiores realizações dos últimos meses. “A confirmação de que estou no caminho na minha jornada de retomar minha carreira. Mesmo não ganhando, ter uma indicação como melhor ator é um reconhecimento ímpar. Artes cênicas não se faz sozinho. Então não é uma conquista só minha, mas de todos os envolvidos, desde os parceiros de cena que deram suporte, até mesmo maquiagem, iluminação, direção, preparação nos ensaios e a escolha final do material bruto que é editado”, ressalta o ator.

Uma vez alocado o grupo, os integrantes recebem a constituição de uma nova família, e logo percebem que estão sendo controlados e monitorados o tempo todo e, portanto, têm de se proteger, jogar e manipular para garantir o objetivo principal: a sobrevivência.

A série foi escrita e idealizada pelo ator e diretor de elenco Luiz Rodriguez que, após anos desenvolvendo o conceito da série, resolveu tirar o projeto do papel. A cidade escolhida para viabilização do projeto foi Jundiaí, onde pôde-se receber um auxílio muito significativo não só de profissionais capacitados do audiovisual, mas também de alguns núcleos da prefeitura da cidade que liberaram espaços de ensaio, reuniões e até locações para que o processo pudesse acontecer. O diretor Marcelo Silva, o diretor de fotografia Alê Saraiva, a diretora de arte Letícia Nogueira, O criador e compositor da trilha sonora original Renan Cupertino, a editora e diretora de fotografia Luana Zaparoli e o produtor executivo Lucas Moreira foram alguns dos nomes que se juntaram para a realização do projeto que contou com seis diárias de gravação para a captação de dois episódios de média duração. O elenco conta com o ator Paulo Camilo, Cristhian Fernandes, Luana Zaparoli, Eduardo Ramella, Gi Real, Giovanni Joaquim, Ellen Navarro e outros atores que passaram por uma imersão profunda e uma construção de cenas e personagens muito intensa. A serie DOMUS tem como objetivo gerar expansão do mercado audiovisual na cidade de Jundiaí, participar de editais, festivais no Brasil e no mundo, gerar lucros para cidade e visibilidade para que o movimento cultural em relação a área cinematográfica tenha melhor visibilidade.

%d blogueiros gostam disto: