Jundiaí amplia as relações internacionais e promove empresas da cidade

Com a mais recente confirmação do município de Jundiaí em uma rede internacional, nesta semana, quando o prefeito Luiz Fernando Machado oficializou a adesão à Mercocidades, no Uruguai, a internacionalização local ganha força na sua condução estratégica e alinhada com os objetivos das políticas de governo.

De acordo com o prefeito, a consolidação de parcerias em redes internacionais também abre novas oportunidades para que Jundiaí receba investimentos externos em seus programas prioritários, como, por exemplo, o Cidades das Crianças e o Cidade Inteligente, focado em desenvolver soluções tecnológicas para impactar positivamente na qualidade de vida.

“A articulação internacional voltou a ser feita de forma efetiva também por conta da notoriedade global que Jundiaí alcançou em diferentes setores nos últimos cinco anos”, aponta o prefeito. “Para exemplificar, recebemos, por duas vezes, o reconhecimento do estudo feito pelo Financial Times em que nos posiciona como a melhor do Brasil e entre as melhores das Américas para investimento internacional”, destaca.

A internacionalização de Jundiaí teve grande intensificação no mês de novembro, com o lançamento da revista digital ‘Jundiaí, a Melhor Cidade do Brasil’, que foi apresentada em feiras internacionais como a Smart City Expo World Congress (SCEWC), maior feira de cidades inteligentes do mundo; em seguida, em Paris, França, na Cloud Expo Europe e também na Feira dos Prefeitos e dos Governos Locais, também em solo francês. Os gestores de Governo e Finanças José Antonio Parimoschi e de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia Cristiano Lopes junto com equipe, ainda visitaram a Station F, o maior coworking do mundo e encerraram o circuito na inovadora Feira das Profissões.

“A participação em feiras internacionais, além de projetar, ainda mais Jundiaí para o mundo e atrair mais negócios para a cidade, nos demonstrou que o planejamento adotado pela gestão está alinhado com o que está sendo realizado por grandes potências mundiais, com a oferta de Educação que estimule as potencialidades das crianças, aberta à natureza e com apoio de tecnologia, Saúde mais próxima do cidadão e apoiada em tecnologia, que é a grande base para o desenvolvimento de cidades inteligentes”, detalha Parimoschi.

Cidade das Crianças

Para o gestor da Unidade de Gestão de Cultura (UGC) Marcelo Peroni, a participação internacional reforça a importância das iniciativas e adesões que Jundiaí fez às Redes Latino-Americana Cidade das Crianças e Urban95. “Das iniciativas desencadeadas desde 2019, com a inclusão no Plano Diretor da cidade de um capítulo específico para a infância, muito já foi realizado, como a implantação do Mundo das Crianças, espaço de aprendizagem, cultura e preservação da natureza; a Fábrica das Infâncias Japy, o Parque Naturalizado Japy, o Espaço Expressa e, a ser entregue neste mês, a primeira Área da Infância, que tem o objetivo de estimular o caminhar, o contato com a natureza e a maior segurança para o pedestre”, ressalta o gestor.

Ainda fazem parte das iniciativas solicitadas pelas crianças e desenvolvidas na cidade os programas Pé de Árvore (com arborização de vias), Pé de Ouvido (totens de leitura digitalizados), Pé de Infância (pinturas lúdicas em espaços públicos), Ruas de Brincar (fechamento de vias para o aproveitamento dos moradores em dia específico). Há ainda que se destacar a importante participação das crianças em espaços de escuta que auxiliaram na construção do PPA 2022-2025, no Plano de Mobilidade e no Primeiro Plano de Bairro do Município, do Jardim Novo Horizonte.

Por esses motivos, Jundiaí sediará, em março de 2023, o Encontro Latino-Americano da Rede Cidade das Crianças e Fórum das Infâncias, a ser realizado entre os dias 18 a 25, quando Jundiaí, Cidade das Crianças será sede para a reunião das cidades integrantes da Rede Latino-Americana Cidade das Crianças e das cidades Urban-95. Além de apresentações, visitas e debates entre os integrantes da rede internacional – que hoje conta com a participação de 200 cidades no mundo, Jundiaí será o exemplo das políticas públicas para a infância, com a apresentação das políticas de desemparedamento da infância, de estímulo ao brincar, do contato com a natureza, do urbanismo amigável à infância e da escuta e participação das crianças no desenvolvimento de políticas, a partir do Comitê das Crianças.

“A realização do encontro na cidade de Jundiaí é de extrema importância pois além de validar os esforços que temos realizado de maneira interssetorial no governo para priorizar as políticas para a infância, nos traz novas oportunidades de crescimento dessa política prioritária e nos coloca num lugar de destaque, fazendo com que novos parceiros possam se juntar a nós e o mais importante, entregando às crianças de Jundiaí, uma cidade melhor para se viver”, salienta o gestor de Cultura.

%d blogueiros gostam disto: