JORNAL DA REGIÃO

JUNDIAÍ E REGIÃO

Várzea Paulista vai executar sozinha as obras em área de risco do Promeca

A Prefeitura de Várzea Paulista informou que vai executar sozinha as obras de recuperação em área de risco do Jardim Promeca, onde o Governo Federal prometeu investir recursos e não enviou nada.

De acordo com a Unidade de Obras e Urbanismo, o serviço terá início assim que o período de chuvas intensas cessar, para que as máquinas possam trabalhar no local.

A vinda do recurso para realizar essa e outras obras em áreas de risco, como por exemplo na Marginal do Rio Jundiaí era esperada através do Governo Federal.

O pedido foi feito e registrado no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID) mas não avançou. O próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva reclamou da verba deixada pelo governo anterior quando esteve visitando áreas atingidas pelas chuvas em Araraquara, informando que não dava para fazer nada de obras.

No caso dessa área de risco da rua Antônio José Alves de Moraes, no Jardim Promeca, os serviços vão custar R$ 150 mil e serão totalmente pagos pelo município. A licitação foi realizada no final do ano passado.

Foto enviada por Dreh Lopes

 

Marginal

Nesta segunda-feira (30) o “Jornal da Região” publicou que o gestor de Infraestrutura, Renato Germano, anunciou que a Prefeitura vai executar obras emergenciais na Marginal do Rio Jundiaí, em quatro pontos onde ocorreram erosões e desmoronamento de barrancos.

Ele também informou que os recursos terão de ser exclusivos da Prefeitura, uma vez que não veio verba do Governo Federal como foi prometido do período de chuvas do ano passado. A secretaria vai realizar serviços de contenção das encostas, para evitar perda do asfalto novo feito pelo Departamento de Estradas de Rodagens (DER).

Só em um dos locais de desmoronamento os serviços estão estimados em R$ 3 milhões.

Em nota enviada ao “Jornal da Região”, o DER informa que só fez a recuperação asfáltica e cabe aos municípios executar as obras no leito do Rio Jundiaí.

No Governo Bolsonaro, a ministra Damares Alves se reuniu com secretários, prometendo ajuda “emergencial”, que não nunca chegou.

Veja a seguir:

Bolsonaro manda ministra ajudar Várzea Paulista

 

%d blogueiros gostam disto: