GERAL

Técnico do Palmeiras é cotado para o Paris Saint Germain (PSG)

(ESTADÃO) – O jornal L’Équipe da França noticiou que o técnico Abel Ferreira, do Palmeiras, está na lista de cotados para substituir Christophe Galtier no comando do Paris Saint-Germain (PSG), de Neymar, Lionel Messi e Kylian Mbappé.

O elo entre o português e o suposto interesse parisiense em seu trabalho é Luís Campos, compatriota de Abel e atual diretor esportivo do PSG.

A relação de Abel Ferreira e Luís Campos vem de longa data. Campos foi treinador de futebol antes de iniciar a empreitada como dirigente. Um dos clubes que ele comandou foi o Penafiel, clube da cidade de Abel e no qual o técnico do Palmeiras despontou para o futebol como lateral-direito.

Campos foi treinador de Abel Ferreira no Penafiel entre 1999 e 2000. Mesmo com apenas uma temporada trabalhando juntos, Abel e Campos criaram admiração mútua. Depois, Abel seguiu sua trajetória como atleta no Vitória de Guimarães, enquanto Campos assumiu o comando do Gil Vicente.

Em 2005, Campos abandonou a carreira de treinador e só voltou ao futebol em 2012 para colaborar na comissão técnica de José Mourinho no Real Madrid. Depois, teve passagens exitosas no Mônaco e no Lille, no futebol francês.

Abel não esconde que tem em Campos uma espécie de conselheiro. Antes de aceitar a proposta para treinar o Palmeiras, o lusitano entrou em contato com o diretor para saber sua opinião e foi aconselhado a mergulhar no projeto alviverde, onde conseguiu seus primeiros troféus como técnico de uma equipe profissional e se tornou ídolo.

Um dos ensinamentos principais que Abel aprendeu junto a Campos foi sobre administração financeira. “Se estes jogadores tiverem cabeça podem ter uma vida tranquila. Digo aos atletas que precisam ter três cofrinhos: um para despesas obrigatórias mensais, outro para os meus objetivos, como comprar um computador novo, e um que nunca posso mexer, que será minha segurança e minhas economias. Vida de jogador passa muito rápido Antes de ser treinador, sou formador de homens. Prefiro ser conhecido como bom homem do que como bom treinador. Se algum dia sair daqui, é por isso que quero ser lembrado. É o homem que se é que triunfa no profissional que se quer ser”, disse Abel após a vitória por 4 a 0 sobre o Botafogo em junho de 2022.

Além de Abel, o L’Équipe cita outros três técnicos como opções para assumir o comando técnico do PSG: José Mourinho, da Roma, Marcelo Gallardo, sem clube, e Thiago Motta, do Bologna. Nesta quinta-feira, o Le Parisien aponta que Luis Enrique, que treinou a seleção espanhola na Copa do Catar é o favorito para o cargo.

 

FOTO: CESAR GRECO – PALMEIRAS