Imobiliárias não podem lotear a Serra do Mursa

O Ministério Público de Várzea Paulista conseguiu a proibição de loteamentos na Serra do Mursa. Lei aprovada recentemente pelos vereadores da cidade liberava cortes de árvores e a exploração imobiliária na reserva florestal.

O promotor do MP, Rodrigo Sanches Garcia, disse ao repórter Mauro Utida, do Jornal de Jundiaí, que está suspensa toda e qualquer aprovação de loteamentos na área, por ser considerada de Proteção Ambiental e pertencer ao cinturão verde que engloba Jundiaí e Cajamar.

“Entendemos que a lei é inconstitucional”, informou o promotor do MP ao jornalista Mauro Utida.

Desde a aprovação da lei pelos vereadores de Várzea Paulista ocorreram vários movimentos populares, inclusive com a utilização das redes sociais. Ambientalistas divulgaram as fotos dos vereadores que foram a favor do corte de árvores. Um dos vereadores chegou a publicar em seu perfil pessoal protesto e dizia que estava com vergonha da aprovação de uma lei desse tipo.