Prefeitura de Itupeva presta contas na Câmara

A prestação de contas feita pela Prefeitura de Itupeva, nesta quarta-feira (28), na Câmara Municipal, serviu para mostrar a todos que a recuperação financeira e administrativa do município é realidade, provada inclusive pelos números apresentados. Em 2017, a gestão do prefeito Marcão Marchi conseguiu reduzir em 14,78% da dívida herdada (R$ 213 milhões) – descoberta no início de 2017.

A audiência pública presidida pelo secretário da Fazenda, Celso Colletti, apresentou o balanço detalhado dos quatro últimos meses do ano passado. O montante pago, segundo Colletti, foi obtido graças ao trabalho de toda a gestão, à economia e responsabilidade com o dinheiro público e também a colaboração da Câmara Municipal, que devolveu R$ 2,2 milhões do orçamento legislativo à Prefeitura em 2017.

“A união dos poderes (Executivo e Legislativo) foi muito importante para que chegássemos a este resultado. Foi uma vitória de todos”, comentou o secretário.

Além da economia feita para o pagamento da dívida, houve esforços da Prefeitura em 2017 para melhorar a qualidade dos serviços prestados no município. Na Educação, por exemplo, o investimento foi de quase 34% do orçamento – bem acima dos 25% exigidos por lei. “O que recebemos do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) não foi suficiente para custear a folha de pagamento dos servidores da Educação. Quem banca essa diferença é a Prefeitura”, explicou Colletti.

Para a Saúde, o investimento também ficou acima do exigido pela legislação: são 15% obrigatórios, mas a administração municipal aplicou 24% do orçamento municipal.

“Aos poucos, nós vamos conseguir recuperar financeiramente o município. No primeiro ano, reduzimos a dívida herdada e ainda investimos além do que a lei exige, o que mostra o comprometimento que temos com a população. Estes resultados são fruto de um trabalho sério que estamos realizando, com muita transparência”, avaliou o prefeito Marcão Marchi.

Responsabilidade – O presidente da Câmara, Eri Campos, destacou o trabalho responsável do Poder Executivo e a participação do Legislativo neste processo iniciado em 2017. “A Câmara tem demonstrado responsabilidade com o dinheiro público. Devolvemos à Prefeitura mais de R$ 2 milhões para ajudar nos investimentos da saúde, educação e segurança pública. Acompanhamos a audiência pública com atenção e continuaremos cumprindo nosso papel constitucional de fiscalizar o Executivo para que atenda cada vez melhor as demandas da população”.

Participaram os vereadores Angelin Lourençon, Edicarlos Candiani Luna, Ezequiel Alves de Oliveira, João Tosi, Marcio Gallo, Osvando Ferreira dos Santos e Salvador Philomeno. Os secretários Aline Melo Alves (Desenvolvimento Econômico), Fábio José Andrade (Educação e Cultura), Marco Randa (Defesa Civil) e Lúcia Checchinato (Saúde), além do ouvidor municipal Danilo Pezenti, também acompanharam a audiência.