Vacinas contra HPV e meningite C estão disponíveis nas UBSs

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Jundiaí ofertam, diariamente, as doses de vacinas contra o HPV (doença sexualmente transmissível) e meningite C (transmissão respiratória) para os públicos-alvo referentes. As doses são oferecidas em faixas etárias diferentes para meninos e meninas. Jundiaí tem uma população estimada de 20 mil pessoas que precisam se imunizar as doenças.

De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica (VE), desde 2014, quando a vacinação contra o HPV foi implantada para as meninas entre 9 a 14 anos, 73,91% da população estimada em 13 mil pessoas, foram imunizadas. O preconizado pelo Ministério da Saúde é o percentual de 80%. Já entre os meninos de 11 a 14 anos, que passaram a ser vacinados contra a doença no ano passado, a adesão é um pouco menor: dos 5,4 mil, a cobertura é de 62,48%.

Contra meningite C, a adesão precisa ser maior. De acordo com a enfermeira da VE, Maria do Carmo Possidente, a cobertura entre meninos e meninas de 11 a 14 anos contra a doença é de 43,10%. “Essa vacina passou a ser disponibilizada pela rede pública no ano passado, juntamente com a oferta de HPV para meninos. As meninas, como tiveram acesso à dose HPV em anos anteriores, acabaram por não receber a vacina contra meningite”, argumenta.

Prevenção
Com a oferta das doses realizadas pelas UBSs diariamente, os pais e responsáveis devem procurar a unidade mais próxima da residência para fazer a imunização dos filhos.

A dose contra HPV está liberada para homens e mulheres de 9 a 26 anos que sejam portadores do vírus HIV, pacientes transplantados e ou com câncer, além de meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos.
Para meningite C, a cobertura deste ano tem como público-alvo meninas e meninos de 11 a 14 anos.
O HPV é apontado com um dos vírus causadores de diferentes tipos de câncer e é transmitido por vias sexuais. Já a meningite é transmitida por vias respiratórias.