Uber deve fazer credenciamento em breve, em Jundiaí

Depois de muita resistência, a operadora Uber deve fazer – finalmente – o credenciamento para operar dentro da lei em Jundiaí. A empresa vinha contestando vários itens do edital publicado pelo município.

Em reunião do prefeito Luiz Fernando Machado com as entidades de motoristas de aplicativos, foram discutidos vários pontos em que a categoria pede alterações. Um deles é na idade da frota para operar na cidade e depois na questão do recolhimento de impostos.

A Uber não concordava, por exemplo, com o uso de placas vermelhas e nem com o fornecimento à Prefeitura da relação com os nomes dos motoristas cadastrados no aplicativo para operar na cidade.

Em reunião com o prefeito Luiz Fernando Machado e o gestor de Transportes, Silvestre Ribeiro, na quinta-feira, as entidades AMAJUR, UMARJ e UBER DRIVE foram informadas de que o processo da Uber está sendo finalizado, podendo ocorrer o credenciamento a qualquer momento. Assim, a atividade se tornará regular.

Quanto às autuações aos motoristas que estiverem trabalhando pelo App UBER, o Gestor da Unidade esclareceu que “não é possível desvincular a Operadora dos Motoristas uma vez que, enquanto não houver o credenciamento previsto no edital, os dois são infratores”. As fiscalizações irão continuar, mas principalmente com foco no transporte feito fora de qualquer forma legal, ou seja o “particular” e clandestino.

Quanto ao pedido feito pelo pela Associação de mudanças no edital, principalmente das taxas para efeito regional, foi esclarecido que não há forma legal de fazê-lo, já que cada município faz o seu recolhimento de Imposto Sobre Serviços. Mas o prefeito Luiz se prontificou em estudar o que pode ser feito de melhor para a categoria neste sentido.