Guarda faz limpeza na cracolândia da Vila Aparecida

A Guarda Municipal de Jundiaí mobilizou cerca de 60 pessoas para fazer uma limpeza na cracolândia do morro da Vila Aparecida, durante a quinta-feira (22). A ação teve apoio de vários órgãos, como limpeza pública, Saúde, Assistência Social, psicólogas, CPFL e transportes. Foram removidos 59 dependentes de drogas para atendimento e encaminhamento.

O prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado, disse que esse era um problema antigo e que foi necessária a atuação de vários órgãos em conjunto, para que as pessoas que estavam ali não voltassem.

A Prefeitura, por meio do Jurídico está acionado os proprietários do terreno para que fechem o local, evitando o retorno das atividades do tráfico. Existe uma lei municipal que permite ao chefe do Executivo desapropriar a área sem custos, por falta de conservação. A lei é do ex-prefeito Miguel Haddad para imóveis considerados abandonados.

A CPFL Piratininga também encaminhou equipes ao local para cortar as ligações clandestinas.

As áreas de Assistência Social da Prefeitura e da Saúde cuidaram de encaminhamentos dos dependentes que aceitaram ir para clínicas.

As pastas de limpeza e Serviços Públicos vão realizar a remoção dos materiais e barracos construídos no morro.

Segundo o subinspetor Alceu, da Guarda Municipal, os guardas ajudaram na remoção das 59 pessoas, inclusive com a utilização de peruas. “Todos foram tratados de forma adequada”, comentou. Não houve atos de violência e nem registros policiais.

Outras ações da Prefeitura estão previstas no Jardim Fepasa e na Vila Esperança.