Itupeva faz ação contra leishmaniose canina

A Prefeitura de Itupeva, por meio da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ), inicia na próxima segunda-feira (11), a partir das 9h, uma ação que prevê o cuidado dos animais. A equipe da UVZ vai fazer um controle de leishmaniose em cães do bairro do Quilombo, para verificar se há doença circulante no local.

A ação será como um censo dos cachorros do bairro. Agentes da Prefeitura passarão de casa em casa, realizando a coleta de sangue dos animais para averiguar a existência de leishmaniose visceral canina na região. A amostra será encaminhada ao Instituto Adolfo Lutz (IAL), em Campinas, para análise. Caso o resultado seja positivo, os proprietários do cão serão instruídos quanto às ações a serem tomadas para que a doença não seja transmitida para humanos.

“Fizemos no ano de 2017 um controle no bairro Horizonte Azul e agora vamos estender também para o Quilombo, por ser também uma região que precisamos analisar”, disse a secretária de Saúde Lucia Checchinato.

De acordo com a UVZ, a doença é uma preocupação da Unidade, que vai analisar essa primeira ação no bairro do Quilombo, para que depois agende as demais visitas em outras áreas da cidade.

Doença
A leishmaniose é transmitida por meio da picada do mosquito chamado flebótomo, que está presente em regiões quentes e úmidas. Como sintomas, estão: enfraquecimento do pelo, ferida no focinho, perda de peso e crescimento exagerado das unhas.

Para evitar o mosquito, a UVZ aconselha manter o ambiente limpo, sem acúmulo de lixo. O uso de telas em janelas e portas também é recomendado.