Escola municipal une avós e netos

A valorização dos contatos emocionais faz parte das atividades do Programa Escola Inovadora. Nesta semana, ao longo dos dias 23 a 27 de setembro, várias atividades foram realizadas nas escolas municipais com o envolvimento das famílias e a participação de demais Unidades de Gestão e do Conselho Municipal de Direitos da Pessoa Idosa em comemoração à Semana do Idoso.

Nesta sexta-feira (27), a EMEB Fábio Mendes, no Engordadouro, realizou atividade especial com a participação dos avós e as crianças. “Este é um momento ímpar, de valorizar a história de pessoas que participaram da construção da nossa sociedade e a sua interação em família. A ação é mais uma atividade da Escola Inovadora, que vem proporcionando novo significado para a Educação em Jundiaí”, detalha a gestora da Unidade de Gestão de Educação, Vasti Ferrari Marques, que foi homenageada durante o evento.

Para o conselheiro Vitório Ângelo Durigati, a aproximação dos avós para o apoio na educação dos netos é uma forma de valorizar a experiência e laços familiares. “Os avós têm muito a ensinar para os netos, por isso, a participação no cotidiano das crianças é importante. O encerramento das atividades da Semana do Idoso com a participação das crianças e seus avós em salas de aula proporcionam momentos diferentes e emocionantes”, garante.

Para a família de Catarina Freitas de Souza, 74 anos, o momento foi emocionante, já que a idosa viajou sozinha de São José dos Campos para Jundiaí exclusivamente para receber a homenagem da neta Sara, de 11 anos. “Ela ligou no meio da semana e disse: vó, a senhora é a única avó que eu tenho e gostaria que estivesse aqui para ser homenageada. O que os netos não pedem chorando que a gente não faz sorrindo, não é mesmo?”, conta a idosa, que se emocionou com as apresentações teatrais e canções.

Anésio Fernandes, 72 anos, tem dois netos em idade escolar. “Tenho duas apresentações para participar. É muito bonito receber esse carinho dos netos”, comenta o aposentado, emocionado.

Cláudio de Campos, 72 anos, tem 13 netos sendo a caçula com apenas 8 meses. “Sempre que tem atividade na escola eu participo. É importante estar presente na educação das crianças. Temos muito o que ensinar e ajudar nos projetos das escolas”, explica o aposentado.