DEIC prende membro de facção criminosa

A Polícia Civil, por meio do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), prendeu o principal agenciador de negócios de uma organização criminosa. De origem portuguesa, o criminoso foi capturado em Paulínia. Ele tinha aviões, veículos de luxo com placas de Campinas, Sorocaba e São Bernardo do Campo.

Os trabalhos investigativos, de inteligência e de campo foram realizados por agentes da 2° Delegacia da Divisão de Investigações sobre Crimes contra o Patrimônio (Disccpat).

A equipe descobriu as atividades do criminoso após prender outro importante membro da facção, em agosto deste ano.

A princípio, o português aparecia como doleiro.

Depois, foi revelada uma relação muito mais participativa dele nas atividades criminosas.

Segundo o apurado, o preso, devido ao conhecimento adquirido na compra e venda de dinheiro, passou a funcionar como um agenciador de prestação de serviços.

O homem conhecia as atividades comerciais dos criminosos e passou a resolver, principalmente, problemas de logísticas e lavagem de dinheiro.

Ele agenciava aviões para transporte de drogas das principais regiões produtoras.

Também carregava armas para abastecer os integrantes da organização e dinheiro de outros países para o Brasil utilizando aeroportos em cidades próximas à capital paulista.

A ação que culminou na prisão do agenciador teve início na segunda-feira (2) e terminou ontem.

Além da captura, os policiais conseguiram apreender veículos de luxo, cocaína, armas e nove aeronaves que faziam parte de uma frota para o transporte das substâncias, armamento e dinheiro.

Federal

Em outra operação da Polícia Federal, que teve início com a prisão de uma quadrilha na Rodovia dos Bandeirantes, em Jundiaí e Americana, também foram apreendidas aeronaves e descoberta uma conexão de tráfico internacional.