Faltam médicos na rede pública de Várzea Paulista

A leitora Rute enviou uma reclamação ao “Jornal da Região”. Ela relata que desde o ano passado, depois de ter feito um exame de mama, não consegue marcar retorno com ginecologista na rede pública municipal. A leitora está preocupada e disse que toda vez que vai no “postinho de saúde” do Jardim Bertioga é informada que ainda não tem médico disponível.

A Prefeitura de Várzea Paulista confirmou que está faltando médicos especialistas em algumas Unidades Básicas. Mas as funcionárias tentam fazer encaixes em outros bairros.

Segundo a Assessoria de Imprensa existe um concurso em andamento para preenchimento de vagas e normalização dos serviços para a população.

Todo ano as mulheres são incentivadas a procurarem os serviços de saúde, para evitarem o câncer de mama.

Em dezembro, em Jundiaí, uma jovem de 26 anos morreu de câncer de mama.

Segundo dados da Saúde, só em Jundiaí, de janeiro até agosto foram 31 mulheres que tiveram a doença identificada na rede municipal e elas passaram a ser atendidas no Ambulatório de Saúde da Mulher.

O gestor em Saúde de Jundiaí, Tiago Texera, disse que entre o diagnóstico e início do tratamento não leva mais do que 60 dias. Jundiaí está dentro das normas do Ministério da Saúde e tem buscado melhorar ainda mais a cada dia.