Milhões são acometidos da Síndrome do Olho Seco

Você sente: secura nos olhos, coceira, ardor, sensação de corpo estranho e de “areia” e observa vermelhidão? Já observou um ou todos os sintomas juntos? Você pode estar sofrendo de Olho Seco, doença que acomete mais de dois milhões de brasileiros por ano.

A Síndrome da Disfunção Lacrimal, também chamada de síndrome do olho seco, é provocada por alterações na composição ou produção das lágrimas que prejudicam a lubrificação da área.
Os sintomas aparecem em pessoas que, por várias razões, fabricam lágrimas com gordura de mais ou de menos. Isso propicia a dissipação desse líquido, deixando os olhos na secura.

A disfunção também pega quem permanece muito tempo em frente ao computador ou à televisão, duas atividades que diminuem o número de piscadas. O ato de piscar impede justamente que a lágrima evapore antes da hora. Usuários de lentes de contato gelatinosas e indivíduos que passam horas no ar condicionado também estão mais suscetíveis à aridez ocular.

Diante da constatação de um enorme número de pacientes que não apresentavam melhoras em seus sintomas de olho seco com os métodos tradicionais, o Dr. Paulo Eduardo Casarin Comegno foi buscar especialização na área em fevereiro do ano passado, na Dry Eye University, na Florida – EUA, e trouxe para o Brasil recursos que mudaram de forma definitiva todos os paradigmas da doença.

Ele oferece aos seus pacientes, uma revolução no diagnóstico e tratamento da doença, através de um equipamento, que possibilita um exame minucioso, que facilita o diagnóstico e tratamento.

Segundo o Dr. Paulo centenas de pacientes já foram beneficiados pelos métodos de diagnóstico e tratamento para olho seco disponíveis.