Amigos mataram morador do Tulipas com blocos de tijolos

Os policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí esclareceram nesta terça-feira (14) o caso de homicídio do dia 7 de janeiro em uma viela do Jardim das Tulipas. Dois amigos da vítima foram os autores do crime. Eles mataram Rodrigo de Oliveira Vale, de 37 anos com golpes de blocos de tijolos na cabeça e fugiram em seguida.

Os investigadores Roberto, Teixeira e Tafarelo vinham trabalhando desde o dia dos fatos com os policiais do 5º Distrito, na tentativa de localizar os autores.

Por meio de depoimentos de alguns moradores do Jardim das Tulipas os investigadores descobriram que a vítima tinha saído na noite anterior com dois amigos.

Os três teriam consumido drogas até de madrugada, quando elas acabaram (segundo a versão dos autores do crime).

A vítima teria ficado irritada com o fim dos entorpecentes e atirou um bloco de tijolo contra a dupla, que revidou (na versão dos criminosos).

De acordo com relatório do Instituto de Criminalística de Jundiaí, a vítima não teve condições de reação para defesa, sendo morta com os golpes de tijolos na cabeça, o que causou traumatismo craniano.

Por meio da equipe do Instituto Médico Legal (IML), que coletou as impressões digitais, a vítima foi reconhecida e familiares procuraram o órgão para providenciar o sepultamento de Rodrigo de Oliveira Vale, de 37 anos.

O delegado da DIG, Josias Guimarães, agora vai mandar o caso para o Fórum de Jundiaí e os dois autores devem ser levados a julgamento pelo Tribunal do Júri.

Uma lei (Anticrime) aprovada pelos deputados em Brasília proíbe a Polícia de divulgar os nomes dos autores do crime.