Banco de Leite oferece consultoria em amamentação

Todos os anos, uma média de 560 bebês internados no Hospital Universitário (HU) e em outros hospitais da cidade dependem da doação de leite humano para se recuperarem e finalmente irem para casa com suas mães. O responsável pela coleta e distribuição em Jundiaí é o Banco de Leite Humano, que depende de doações de mulheres que estão amamentando.

O Banco é um centro especializado no incentivo e no apoio ao aleitamento materno. “Oferecemos um serviço que coleta, processa e distribui leite humano, além de prestar apoio às mulheres que estão se preparando para a amamentação ou quando apresentam alguma dificuldade ao amamentar”, explica a coordenadora do Banco de Leite Humano de Jundiaí, Marcela Biontti.

A mãe que deseja doar o leite excedente precisa estar saudável e não ser fumante. Com essas condições, basta entrar em contato com o Banco de Leite, que irá passar todas as primeiras orientações e, com horário marcado, a equipe vai à residência para ensinar todos os passos para a doação.

Foi o que aconteceu com Pâmela Santana, 33 anos, que é mãe de três filhos e sempre achou que não tinha tempo para realizar a doação. Com o nascimento de Felipe, de 10 meses, decidiu se tornar uma doadora.

“A equipe me explicou desde a higienização até a ordenha, trouxe os frascos e, desde então, eu me programei para todos os dias tirar um pouquinho de leite. Tinha certeza, depois das orientações, que nunca iria faltar para o meu bebê”, comenta a mãe que ainda garantiu que ser uma doadora é uma conquista pessoal e que está se sentindo realizada em poder ajudar outras mães.

 

Consultoria em amamentação

A mulher que está com dúvidas, alguma dificuldade, dor ou problemas na hora de amamentar pode procurar o Banco de Leite Humano. A equipe presta orientações e ensina técnicas para favorecer a amamentação, além de fazer o acompanhamento.

Para isso, é necessário que a mãe entre em contato com o Banco de Leite e relate as dificuldades apresentadas. Caso não dê para serem resolvidas via telefone, é marcado um horário para a equipe ir até a residência e avaliar quais as necessidades.

“Esse acompanhamento é importante para mulher, que terá uma amamentação mais saudável e para o Banco de Leite, pois essa mãe pode se tornar uma doadora após vencer essas dificuldades”, conclui Marcela Biontti.

O Banco de Leite Humano de Jundiaí atende pelo telefone 0800 17 8155 (ligação gratuita).

%d blogueiros gostam disto: