Mulheres tentam aplicar golpe da maquininha

Mãe e filha foram detidas pela Guarda Municipal de Jundiaí tentando aplicar o “Golpe da Maquininha”.

As imagens delas foram compartilhadas por comerciantes da cidade por meio do WhatsApp, alertando que apertavam duas vezes o botão “verde” e cancelavam as compras, mas a máquina de cartão da Rede gera recibo de “Transação Anulada”.

Como as maquininhas só imprimem quando a transação deu “ok”, os lojistas acabam pensando que a compra foi concretizada. Depois vão verificar que foi recibo de compra “não autorizada”.

Em uma loja da rua Rangel Pestana, no Centro, as mulheres, de 39 e 21 anos, aplicaram o golpe duas vezes e gastaram cerca de R$ 500,00 em cada compra em dias diferentes.

Como o dono de outra loja reconheceu as duas pelas imagens de WhatsApp quando entraram para fazer compras, ele passou a monitorar pelo vídeo o que elas faziam no estabelecimento dele.

O lojista viu quando a jovem de 21 anos furtou cerca de R$ 100,00 em bijuterias e chamou a Guarda Municipal.

Na saída da loja a mãe da jovem tentou pagar outras compras com o mesmo golpe do botão. Mas o lojista mostrou que não tinha sido autorizada a compra.

Com a chegada da Guarda Municipal a filha acabou confessando o furto de bijuterias.

Mãe e filha foram levadas para a Delegacia e a filha foi para a Cadeia de Itupeva pela prática do furto.

As duas ainda podem ser denunciadas à Justiça pelo estelionato cometido em datas anteriores.

Outros comerciantes vítimas podem procurar os investigadores do 1° DP na Avenida Nove de Julho, para reconhecimento das acusadas por meio de fotos.

Segundo lojistas, em vídeos distribuídos por WhatsApp, apenas a maquininha da Rede emite “recibo” de compra não autorizada.