Maritacas sofrem maus tratos em Jundiaí

A Guarda Municipal de Jundiaí localizou no bairro do Eloy Chaves uma caixa contendo filhotes de maritacas. Elas estavam feridas. Segundo a Associação Mata Ciliar, a população vem eliminando os ninhos dessas aves, principalmente os que estão instalados em forros das residências. A Associação diz que é crime ambiental fazer qualquer coisa contra as maritacas.

Os guardas municipais que integram a Divisão Florestal da Guarda Municipal de Jundiaí foram acionados para a avenida Luiz José Sereno no bairro Eloy Chaves, onde havia a caixa com dois filhotes da ave.

Com alguns ferimentos, elas foram encaminhadas até a Mata Ciliar para os devidos cuidados.

O Inspetor Adilson Marestoni acompanhou a recolha e elogiou o trabalho dos guardas.

Nenhuma descrição de foto disponível.

Retirar maritacas do forro da casa é crime!

A quantidade de filhotes de maritacas que estamos recebendo no Cras é enorme e a maior parte delas são retiradas do forro das casas pelos próprios moradores pois as aves nidificam nesse local e acabam incomodando em razão do barulho que fazem. Independente da situação, os animais não devem ser retirados do local até que os filhotes cresçam e saiam por conta própria. Posteriormente o cidadão deve fechar todos os acessos do forro para que as maritacas não nidifiquem mais ali. Reforçamos que retirar esses animais do forro é considerado apanha de animais silvestres e configura crime ambiental.