Programa de Segurança Alimentar vai atender 6 mil famílias

Além dos impactos na Saúde e no setor econômico causados pela pandemia do Novo Coronavírus, Jundiaí se mobiliza para enfrentar os desafios sociais acarretados pela doença. Com a articulação da Rede Jundiaí de Cooperação (órgão da Unidade de Gestão de Governo e Finanças) da Prefeitura de Jundiaí, doações de alimentos poderão ser distribuídas para as pessoas em situação de vulnerabilidade social. Lançado nesta quinta-feira (23), o Plano de Segurança Alimentar para Famílias Vulneráveis inicia com a recepção de mais de 17 mil cestas básicas para a distribuição.

“O objetivo do plano é minimizar os impactos sociais da pandemia, que serão sentidos fortemente na mesa das famílias em situação de vulnerabilidade. Com o plano, garantimos a segurança alimentar e a dignidade das famílias, por meio da articulação e parceria com a iniciativa privada e a sociedade, na medida em que realizam as doações e os serviços públicos fazem a recepção e a distribuição. Juntos conseguiremos enfrentar a COVID-19 e superar os desafios impostos”, explica o prefeito Luiz Fernando Machado.

Segundo levantamento da Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social, Jundiaí conta com 5.213 famílias que terão as condições de vida agravadas pela pandemia. A este número, devem ser acrescidas mais 1 mil famílias entre desempregados, trabalhadores informais e outros grupos também afetados pela doença. O plano prevê a oferta de 54 mil cestas básicas a este público até o final do ano.

“Contamos com a doação de 39% desse quantitativo. Para alcançar a totalidade, a Rede Jundiaí de Cooperação atua na captação das doações dos grandes players e o Fundo Social de Solidariedade recebe as doações da sociedade. A Unidade de Assistência e Desenvolvimento Social é a responsável pela distribuição, seja pelos equipamentos próprios ou pela rede capilarizada formada com parcerias com entidades com inserção nos núcleos de vulnerabilidade”, explica o gestor adjunto de Governo e Finanças, Roberto Araújo.

O fortalecimento das ações, segundo a gestora de Assistência e Desenvolvimento Social, Nádia Taffarello Soares, é primordial para a superação dos desafios. “A prioridade, neste momento, são as famílias cadastradas no Cadastro Único e que recebem o Bolsa Família, ou seja, com renda inferior a R$ 178 per capita. Na sequência teremos os atendimentos a outros grupos, como idosos e famílias em serviços de fortalecimento de vínculos”, adianta.

 

Doações

O grupo Supermercados Boa, que já é parceiro da Prefeitura pelo Banco de Alimentos municipal, também encaminhará alimentos não perecíveis equivalentes a 7 mil cestas básicas para a distribuição. “Este momento é de grande preocupação, principalmente para com os mais necessitados, as pessoas que ficaram desempregadas, as famílias desamparadas. Sentimos a necessidade de ajudar e com a parceria com a Prefeitura será possível concretizar a ação”, argumenta o presidente, Luciano Boa.

A sociedade em geral também pode colaborar. Os alimentos serão embalados em uma parceria com o 12º Grupo de Artilharia e Campanha Barão de Jundiahy (12º GAC), no Departamento de Logística de Suprimentos, da Prefeitura de Jundiaí.

“As doações que chegam ao Fundo Social serão destinadas à UGADS para o atendimento dos diferentes públicos em vulnerabilidade identificados pela pasta. Os interessados em colaborar podem doar alimentos não perecíveis, produtos de higiene, limpeza, ração animal e embalagem para lixo. Para aqueles que desejam doar e integram o grupo de risco a recomendação é não sair de casa e pedir a um familiar mais novo, um vizinho ou uma pessoa que esteja ajudando com estas tarefas externas”, ressalta a presidente do Fundo, Vanessa Machado, reforçando o trabalho da Campanha Permanente de Solidariedade, que já era realizada para ajudar quem enfrenta dificuldades e se tornou fundamental diante das medidas de combate ao Novo Coronavírus, estabelecidas pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), da Prefeitura de Jundiaí.

O Fundo Social de Solidariedade está localizado dentro do Parque da Uva, com acesso pela avenida Dona Manoela Lacerda de Vergueiro, s/n, portão 03, bairro Anhangabaú. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Informações: (11) 4521-2929.