Shoppings reabrem com muitas regras em Jundiaí

O Maxi Shopping e o JundiaíShopping reabrem as portas para os consumidores a partir desta quarta-feira (03), das 14 às 20 horas, com muitas regras impostas pela Prefeitura, As praças de alimentação tiveram as mesas isoladas, porque é proibido o consumo de alimentos. Só podem ser vendidos para retirada no balcão e consumo em casa, para evitar contaminações. Os elevadores devem ser deixados preferencialmente para pessoas com deficiência e todas as superfícies devem ser higienizadas.

Veja as regras feitas pela Prefeitura, para permitir a reabertura:

Realizar a testagem de colaboradores;
♦ Jornada reduzida de funcionamento (jornada máxima de 6 horas, disposta
entre 14:00 e 20:00 – segunda a sábado);

♦ Limitar a entrada e permanência de pessoas a 20% da capacidade do
estabelecimento (referência em relação ao alvará de funcionamento),
mesmo em áreas externas ou abertas, realizando o controle de acesso,
seja por meio de senha, contagem ou outras formas de controle;

♦  Barrar a entrada de pessoas que não estejam utilizando máscara de
proteção facial;

♦  Disponibilizar, nas entradas do estabelecimento, informativo da capacidade
total e da capacidade permitida de pessoas;

♦  Promover a higienização completa dos estabelecimentos antes da
reabertura;

♦  Não realizar evento de reabertura do shopping;

♦  Não promover atividades promocionais e campanhas que possam causar
aglomerações nas lojas físicas e em outros canais de venda. Manter
suspensos os eventos;

♦  Gestores dos shoppings devem manter comunicação clara e eficiente com
colaboradores, lojistas e clientes;

♦  Promover campanhas de orientação de saúde e bem-estar e envolver
todos os lojistas nessas comunicações;

♦  Promover o treinamento de toda a equipe de atendimento ao público
relativo a medidas de prevenção à COVID-19;

♦  Coordenar melhor o fluxo de pessoas nas dependências do
estabelecimento, ajustando entradas e saídas distintas, e se necessário,
isolando áreas do estabelecimento;

♦  Monitorar e controlar o fluxo nos estabelecimentos comerciais, tomando
como base o controle de acesso do estabelecimento;

♦  Limitar vagas disponíveis (20% do total) e inutilizar as sobressalentes, de
modo a garantir distanciamento de veículos no estacionamento;

♦  Estimular uso de antenas para acesso a estacionamento, evitando uso de
cartões;

♦  Ajustar mensagem eletrônica das cancelas de estacionamento,
implementando informativo sobre a importância dos cuidados com a
prevenção da COVID-19;

♦  Aferir, através de termômetro infravermelho, a temperatura de todas as
pessoas que forem adentrar ao shopping, barrando a entrada e orientando
a procurar serviço de saúde quando temperatura corporal igual ou acima
de 37,5ºC, bem como na presença de sintomas gripais;

♦  Fornecer e garantir para todos os colaboradores o uso de máscaras de
proteção facial e de EPIs, quando aplicável;

♦  Garantir o uso de proteção facial acrílica (face shield) por todos os
colaboradores que tiverem contato direto com os clientes sem a
possibilidade de distanciamento físico recomendado;

♦  Disponibilizar álcool em gel 70% para colaboradores e clientes,
especialmente na entrada do estabelecimento, nos locais de pagamento e
pontos de maior circulação de pessoas, como elevadores, escadas
rolantes, escadas entre outros;

♦  Realizar campanha e destacar equipe específica para conscientizar e
estimular a importância da utilização de máscaras pelos lojistas,
consumidores e frequentadores e propagar a relevância e efetividade da
higienização das mãos com água e sabão ou, em sua ausência, álcool em
gel 70%;

♦  Ter atenção com a comunicação para a reabertura. O momento é delicado
e a mensagem de empatia e cuidado ao cliente deve ser priorizada;

♦  Valorizar e divulgar campanhas de saúde pública. Utilizar os canais de
comunicação dos estabelecimentos e suas redes sociais para propagar
informações e campanhas públicas de saúde e higiene;

♦  Destacar medidas de cuidado e higiene que o shopping está fazendo,
buscando gerar a confiança no consumidor;

♦  Manter públicos os comunicados que instruam os clientes sobre as normas
vigentes no ambiente;