Gasolina sobe mais 10%

Por Denise Luna

A Petrobras informou às distribuidoras que vai aumentar a gasolina em 10% a partir da terça-feira, 9, nas suas refinarias. O valor do litro vai subir, em média, em R$ 0,13, de acordo com informação da Associação Brasileiras dos Importadores de Combustíveis (Abicom). O preço do diesel permanece inalterado.

O aumento da estatal segue o movimento de alta do petróleo no mercado internacional da semana passada. Esta semana, a commodity opera em queda por dúvidas em relação ao real tamanho do corte de produção que será praticado em junho e julho.

Pela manhã, por volta das 10 horas (de Brasília), a commodity do tipo Brent, usada como parâmetro pela Petrobras, operava em queda de 1,18%, cotada a US$ 41,79 o barril.

Mesmo em baixa, o valor da commodity é quase o dobro do verificado em abril, quando chegou a ser cotado abaixo dos US$ 20 o barril.

Etanol é mais vantajoso

Tamanho do texto? A A A A  

Os preços médios do etanol na semana encerrada no sábado, 6, continuaram vantajosos ante os da gasolina apenas nos quatro Estados brasileiros verificados na semana passada – São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás – todos grandes produtores do biocombustível. O levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), compilado pelo AE-Taxas, considera que o etanol de cana ou de milho, por ter menor poder calorífico, tenha um preço limite de 70% do derivado de petróleo nos postos para ser considerado vantajoso.

Em Mato Grosso, o hidratado é vendido, em média, por 61,98% do preço da gasolina, em Goiás a 69,48%, em Minas Gerais a 63,89% e, em São Paulo, a paridade ficou em 63,84%.

Na média dos postos pesquisados no País, a paridade é de 66,21% entre os preços médios de etanol e gasolina, também favorável ao biocombustível.