Comércio de Campinas cumpre normas sanitárias

A Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC) informa ter oferecido todas as recomendações e orientações aos lojistas para que a reabertura do comércio na cidade, pudesse acontecer de acordo com as normas sanitárias pré-estabelecidas pelas autoridades brasileiras e pela Organização Mundial de Saúde.

As questões de segurança sanitária, tanto para os funcionários quanto para os clientes, foram rigorosamente respeitadas pelos estabelecimentos comerciais, conforme comprovam as imagens fornecidas pelos comerciantes e pela própria fiscalização realizada pela municipalidade.

Pode-se observar que as demarcações de solo tanto do lado interno como externo das lojas, assim como o espaçamento do mobiliário, como cadeiras, para promover o distanciamento sociais necessário, assim como o fornecimento de álcool em gel e clientes e funcionários usando máscaras de proteção. “Neste momento tão delicado, é muito importante que cada um cumpra bem o seu papel para que possamos atender aos anseios dos lojistas, ás necessidades da população e, principalmente, assegurar as máximas condições de segurança para evitar a propagação da Covid-19”, diz Adriana Flosi, presidente da ACIC e do Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) e vice-presidente da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) e da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp).

 

Uma pesquisa realizada terça-feira (09/06) pela Associação Comercial e Industrial de Campinas (ACIC), entre os seus associados do setor de varejo, mostrou que em torno de 60 a 70% dos consumidores que estiveram nas lojas na segunda-feira (08), primeiro dia de abertura do comércio, após a medida de quarentena, buscavam quitar suas dívidas.

A pesquisa, por amostragem e não quantitativa, apontou que muitos consumidores não souberam realizar os pagamentos de boletos e cartões próprios das lojas por meios eletrônicos, apesar de existir essa possibilidade. Para um resultado mais assertivo será necessário aguardar o fechamento das vendas do mês, realizado pelos bureaus de crédito, como a Boa Vista SCPC.