Testagem aponta 2,1% de casos positivos assintomáticos

Iniciada no final de maio, a fase do Inquérito Epidemiológico para a testagem da população sem sintomas do Novo Coronavírus foi encerrada com a identificação de 2,1% de positividade entre as 3.065 pessoas testadas em 1.252 domicílios sorteados conforme critérios determinados para a amostragem da cidade. A avaliação dos dados será feita até o final do mês, pela Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ), responsável pelo tratamento dos dados que serão encaminhados para o Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus (CEC), da Prefeitura de Jundiaí.

Implementada em todo o território jundiaiense, a pesquisa foi realizada com equipes formadas por técnicos da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), FMJ e apoio do Unianchieta e Faccamp para a testagem de percentual representativo de moradores, com idades acima de 2 anos, para a verificação da circulação do vírus Sars-CoV-2 sem o desenvolvimento de sintomas ou apenas sintomatologia leve, classificados como pacientes assintomáticos. “Tivemos a positividade de 2,1% da população testada, ou seja, 66 pessoas que não desenvolveram sintomas mas que tiveram a confirmação de contato com o vírus causador da COVID-19. O inquérito permanece com as demais fases, com a avaliação das crianças e dos sintomáticos que passam por atendimento nas Unidades Sentinelas (USs)”, comenta do gestor da UGPS, Tiago Texera.

Para a realização da pesquisa foi necessário o envolvimento de todas as Unidades de Gestão (UGs), autarquias e equipamentos de Saúde para a realização da testagem, como veículos fornecidos Serviço de Atendimento a Pacientes Especiais e Crônicos (SAEC), Cultura, Educação, Esporte, Guarda Municipal, que colaboraram com a disponibilização de carros ou pessoal para logística necessária à fase.