Mãe e filha vencem juntas o Coronavírus em Jundiaí

Nas últimas duas semanas Lourdes da Pós, de 91 anos de idade e Tais Bernadete da Pós Luporini, de 60 anos, mãe e filha, enfrentaram juntas o Coronavírus. No último dia 7 ambas receberam alta médica em um hospital particular da cidade.

Patricia Luporini, filha de Taís e neta de dona Lourdes conta que no começo sua avó não sabia da internação de sua mãe. “Minha avó foi internada dias antes que a minha mãe, e por conta da idade dela e por toda a situação decidimos não informa-la sobre a internação da minha mãe, mas quando ambas saíram da UTI e foram para a enfermaria acabaram dividindo o mesmo quarto”.

Mãe e filha relatam como foi o período de internação, e ressaltam a importância que toda a equipe teve no tratamento e cuidado das duas. “A equipe é muito dedicada, enfermagem, médicos, limpeza, sem exceções. Fomos muito bem tratadas, com dedicação total, eles verificavam nossos sinais vitais a toda hora. Enfrentar o Coronavirus não é fácil é uma coisa muito triste e assustadora, mas recebemos todo o apoio da equipe do hospital. Gostaríamos de agradecer a todos pela dedicação, amizade, força, e pelas palavras de conforto. Sabemos que eles acabam dividindo conosco um pouco do fardo e das preocupações, além de estarem, todos os dias, se arriscando para cuidar de nós”.

A neta Patrícia relembra de como era a comunicação entre Taís e Lourdes com os familiares, durante a internação, já que o paciente internado com a Covid-19 tem a visita limitada apenas às ligações de vídeo. “Enquanto elas estavam internadas na UTI, algumas pessoas da equipe faziam ligações diárias por vídeo para que pudéssemos ter contato com elas e matar um pouco da saudade e da ansiedade”.

Lourdes e Taís finalizam desejando força para os pacientes que ainda estão em recuperação e mais uma vez agradecem por todos aqueles que torceram por elas. “Nós e nossa família estamos muito felizes por ter passado por essa, mas também com os corações apertados pelos que ainda estão lutando contra a doença. Para todos que estão internados passando pelo que passamos tenham força, pensamento positivo, muita fé e não desistam! Agradecemos também nossos amigos e familiares que passaram semanas de preocupações, rezando, torcendo e enviando energias positivas para nossa recuperação. Nos sentimos muito queridas e sabemos que essa força foi essencial para nós!”

Anúncios