Fazenda centenária se adapta e passa a fazer venda on-line

A Fazenda Nossa Senhora da Conceição, no Mato Dentro, iniciou suas atividades em 1810, com o cultivo de cana-de-açúcar, que perdurou até 1850. Com o passar do tempo, foi investindo no turismo rural e cultural, e em um restaurante que chegava a reunir centenas de pessoas por semana. Após a pandemia do novo coronavírus, porém, a história mudou completamente. Hoje a fazenda está presente no site criado pela Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão de Agronegócio, Abastecimento e Turismo, para divulgar e vender seus produtos direto ao consumidor.

O atual proprietário, Antonio Sestini, conta que o impacto foi grande na fazenda, que também recebia grupos de visitantes para turismo rural. Hoje, de terça a domingo, incluindo feriados, a fazenda vende e entrega pães, bolos, frutas, café e refeições.

“Estamos reforçando a divulgação nas redes sociais, mas é importante estar no site da Prefeitura porque, se alguém der uma busca, irá nos encontrar”, diz Antonio. “Até por nossa posição de isolamento, aqui na fazenda não houve nenhum caso de coronavírus, e fazemos tudo com os cuidados necessários, mantendo a etiqueta sanitária em todos os passos, da produção dos pratos à entrega”, ressalta.

Divulgando a produção
O site, que completou três meses no ar – tendo sido implantado em 8 de abril – possibilitou que os produtores rurais, seriamente impactados pela pandemia, pudessem vender diretamente para o consumidor final e, assim, escoar a produção de produtos agrícolas e alimentos.

Segundo o gestor da UGAAT, Eduardo Alvarez, a iniciativa de criar o site teve como objetivo fazer a ponte entre os produtores e consumidores. “É uma forma de comercialização extremamente inteligente e eficaz, que esperamos que venha para ficar no mundo pós-COVID”, diz o gestor.

Anúncios