Como você mantém sua mente saudável em tempos de distanciamento social?

Em algum lugar do mundo haverá uma canção que fala sobre as fases da lua ou o que são consideradas as fases pelas quais as mulheres passam por causa dos hormônios. Porém, em tempos de pandemia as emoções de todos são afetadas igualmente, às vezes parecendo uma montanha-russa de sentimentos. 

Mais do que nunca, está na hora de cuidar de sua saúde mental, está na hora de entender que, de alguma maneira… há tempo! Algo não palpável que é tão significativo e importante torna-se novamente parte da rotina porque as recomendações são para ficar em casa o máximo possível.

Esse tempo tem que ser dividido entre estar com a família, compartilhar o mesmo espaço com o casal todas as horas do dia ou estar todo o tempo cuidando das crianças, embora, em muitos casos, também siga o teletrabalho. Sem mencionar aqueles que mudaram drasticamente uma rotina onde o tempo era escasso e sem pausas, ao contrário de estarem presos para combater o Coronavírus na situação atual de muitos países. 

Há também casais separados por isolamento, distanciamento social ou quarentena. Pessoas que passam pelas provas de manter uma relação de longa distância sem perder a esperança de que quando tudo passar, o reencontro será muito especial.

Por todas estas razões, Skokka e as acompanhantes no Rio de Janeiro apontam alguns aspectos importantes de cuidados durante a pandemia. Mais do que uma questão de manter a distância, é uma questão de aprender a lidar com todos os sentimentos que podem surgir todos os dias ou mesmo em um único dia dentro de uma mesma pessoa.

É importante dar atenção aos desejos e saber como parar ou reiniciar algo que seja produtivo para o crescimento da consciência pessoal para enfrentar esta situação tão diferente para toda a humanidade.

Aprender com desapego social e físico

Para evitar um maior contágio da COVID-19, o distanciamento social faz com que a sociedade esteja trancada dentro de casa 24 horas por dia ou saia para trabalhar com muitas restrições. Um terço da população mundial continua com esta característica e será gradualmente capaz de retornar a um novo conceito de normalidade até encontrar outras opções que reduzam a necessidade de manter esta distância recomendada.

Internet, redes sociais, milhares de grupos, todos os alertas com dados atualizados da COVID-19 em todos os lugares. É verdade que muitas das informações geram impactos dentro da cabeça daqueles que as recebem. No início, é a reação normal e esperada. 

Entretanto, muito conteúdo pode causar um estado de espírito de alerta constante que prejudica a capacidade de compreensão e impede o relaxamento da mente.

Estando em casa permanentemente, muitas pessoas têm que estar com seus fantasmas e pensamentos, literalmente incapazes de respirar um ar diferente. É um tempo que causa efeitos diferentes em cada ser humano e há uma variedade de fatores a serem considerados.

Portanto, é aconselhável eliminar gradualmente a necessidade de controlar as informações. Evite excessos, consulte canais de informação seguros e oficiais e tente, se possível, manter a esperança de que tudo passe muito em breve. E desta forma, será possível conhecer talvez um futuro parceiro ou lindas acompanhantes em São Paulo. 

Tentando se sentir bem consigo mesmo

Há pessoas que estão em uma multidão e se sentem solitárias. Há outros que aprendem a estar sozinhos e se sentem completos. O que ensina a estar sozinho consigo mesmo é que a paz interior deve ser buscada e contemplada. E isso significa que não há solidão que possa tirar a cura de uma pessoa quando o interior está sendo trabalhado. 

Portanto, é essencial utilizar vários recursos para que o corpo e a alma sejam nutridos com calma. Tecnologia, jogos e videogames, chamadas de vídeo, conversas com amigos e familiares podem ser uma opção quando o humor cai por algum motivo. Para isso também existem as curiosidades e opções de aplicações de namoro ou para conhecer garotas de programa em Jundiaí

 

Conclusão: ninguém está sozinho!
Organização na rotina e na mente

Estar em casa é muito mais do que estar sentado no sofá e esperar que o tempo passe. Sim, todos reagem à sua própria maneira. Cada realidade é diferente e agora os fatores externos devem, preferivelmente, ser mantidos afastados para que um vírus possa ser contido e para que o sistema de saúde não entre em total colapso.

A rotina que é considerada normal na vida das pessoas na sociedade de hoje muitas vezes tem propósitos diários. Há uma série de atividades imparáveis em um cronograma, que em tempos de pandemia simplesmente têm que ser pausadas, e talvez assumidas com outra perspectiva no futuro. 

É verdade: cada pessoa é um mundo. Cada mundo tem significados diferentes. Cada sentido muda de acordo com as necessidades e realidades de cada corpo humano. 

Portanto, é essencial ter em mente que ter uma rotina não significa seguir todas as diretrizes da agenda, como antes. É fundamental organizar a mente. É necessário considerar que tudo o que está acontecendo pede observação, calma e tempo. 

Tudo isso vai passar!

Texto.: Julia Santos

Anúncios