Itupeva incentiva o “Cicloturismo”. Veja alguns dos lugares

Atendendo uma demanda dos ciclistas, a Prefeitura de Itupeva elaborou o projeto “Rotas de Cicloturismo”, a fim de impulsionar o turismo local e a prática da modalidade no município.

A iniciativa consiste em orientar os adeptos do ciclismo de estrada.

A Prefeitura já organizou todo o mapeamento das 7 primeiras rotas, que contempla o itinerário, distância percorrida, tempo previsto, grau de dificuldade, ganho de elevação, além de placas indicativas e o mapa de localização.

Ao todo foram mapeados aproximadamente 210 km de trajeto, com as seguintes rotas:

– Rota do Limoeiro (42 km)

– Rota Dez Fazendas (54 km)

– Rota Caminho do Amor (22 km)

– Rota Lagoa Grande (17 km)

– Rota Fácil (11 km)

– Rota Beira Rio (22 km)

– Rota Fantasma (41 km)

“A cidade recebe semanalmente, mais de 3 mil ciclistas e a partir das Rotas de Cicloturismo estimamos um crescimento considerável, contribuindo diretamente para a prática da modalidade, melhorando a qualidade de vida dos moradores, além de impulsionar o turismo local”, destacou o prefeito Marcão Marchi.

De acordo com a secretária de Agricultura, Cultura e Turismo, Valdirene Pavan, os ciclistas gostam de traçar suas rotas de uma maneira independente. “Itupeva é apropriada para várias modalidades de ciclismo e por isso está se tornando um destino certo para os amantes do pedal. Os apaixonados pelo ciclismo de estrada encontram nas curvas, na topografia e na beleza das estradas do município, um lugar perfeito para a prática na modalidade Mountain Bike contemplativa, aquela que o ciclista não quer competir, mas se exercitar e apreciar o verde e as paisagens rurais. Ao longo do caminho, o rio Jundiaí, bois, vacas e fazendas centenárias lhe farão companhia”, comentou.

A Prefeitura de Itupeva também informa que, além das 7 rotas mencionadas, outras estão sendo mapeadas e serão anunciadas até o final do mês de agosto.