Escola que não estiver preparada, não abre as portas, diz secretário

O secretário da Educação do Estado de São Paulo, Rossieli Soares da Silva, afirmou neste domingo (6) que a escola que não estiver preparada para seguir os protocolos da covid-19 não poderá abrir nesta terça-feira (8). Soares da Silva afirmou ao canal de notícias GloboNews que cada cidade “deve e pode olhar sua condição local da epidemia”.

O Plano SP autoriza municípios que estão ao menos há 28 dias na fase amarela, a terceira na linha de cinco transições graduais do afastamento social, a abrir colégios particulares e públicos para reforço e recepção de alunos a partir desta terça-feira e aulas regulares, em 7 de outubro.

De acordo com Soares da Silva, o governo do Estado “olha a moldura estadual e o município, a sua cidade”. “Quando a gente libera, a gente libera pela região. O município pode ser mais restritivo”, disse. Ele disse que a volta a partir de terça-feira é “totalmente opcional” e que pode não haver atividade mesmo que o município tenha liberado.

O secretário declarou, ainda, que não se pode abrir mão de “um dia de aula”, desde que se tenha segurança. “Não abrimos mão da premissa principal, que é a saúde das pessoas; fizemos todo o sacrifício desde o início da pandemia e, se necessário, continuaremos”, garantiu.

Do Estadão Conteúdo