Preso o ladrão que roubou carro forte em Itupeva

As polícias Militar e Civil capturaram, nesta quinta-feira (17), um dos criminosos mais procurados do Estado de São Paulo. O homem, envolvido em roubos a instituições financeiras, foi preso durante atividades da “Operação Divisas Integradas II”. Ele foi localizado em uma chácara na área rural de Tejupá, às margens da represa Jurumirim, na região de Avaré, no interior. Em 2017 Luciano Castro de Oliveira, o “Zequinha”, de 46 anos, comandou operação para roubar carro forte na cidade de Itupeva.

“Sempre trabalhamos em conjunto com a Polícia Militar e, após meses de apurações, os setores de inteligência das duas instituições levantaram as informações que indicavam que o homem poderia estar na nossa região. Foi representado pelo mandado de busca e apreensão e fomos até o local”, explicou o delegado Rubens César Garcia Jorge, titular da Delegacia de Polícia Seccional de Avaré.

A ação envolveu equipes da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Avaré, da Força Tática do 12º e 53º Batalhões de Polícia Militar do Interior (BPM/I), do 1º Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb) com duas embarcações e o efetivo especializado do Comando de Policiamento do Interior – 7 (CPI-7), responsável pela região de Sorocaba, com apoio de drone e de cães farejadores.

A chácara ficava de frente para represa e dentro dos pés de mesa havia R$ 18 mil em dinheiro, escondidos

 

Durante diligências, o acusado, foragido há cerca de 20 anos, foi encontrado na propriedade alvo – um local ermo e de difícil acesso. As atividades foram deflagradas sem nenhuma intercorrência e o homem foi capturado sem apresentar nenhuma resistência. Com ele, foram apreendidos celulares, laptop e R$ 18 mil, que foram apreendidos e encaminhados ao Instituto de Criminalística (IC) para perícia.

“Para o desempenho das atividades realizamos um esquema estratégico e destacamos todos os nossos esforços e todas as modalidades de policiamento, que resultaram em uma ação exitosa”, concluiu o major PM Fabiano Leon de Oliveira Thomassian, coordenador operacional do 53º BPM/I. O preso foi recolhido para uma penitenciária de segurança máxima na cidade de Avaré.

Sobre o capturado

Condenado a 30 anos de prisão e com um mandado de prisão preventiva em aberto, o criminoso evadiu do sistema penitenciário no ano de 2001. Ele é considerado autor e líder de quadrilhas que atuam em roubos contra empresas de transportes de valores, agências bancárias e redes varejistas de eletroeletrônicos, na região de Campinas, com utilização de explosivos e armamentos de grosso calibre.

 Texto de Nathalia Pagliarini, com colaboração de Paula Viei