INSS chama a PM para tirar advogado da unidade de Jundiaí

As confusões nas portas das agências do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) não terminam. O advogado Ronaldo Azevedo disse que se sentiu constrangido ao tentar um atendimento na agência da Previdência Social na rua Barão de Jundiaí. Ele teve de acionar a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), gravou tudo o que aconteceu pela câmera do celular e, daí os funcionários do órgão federal chamaram a Polícia Militar, para retirá-lo de lá, sem ser atendido.

Ronaldo disse que chegou na Agência do INSS para requerer atendimento presencial, uma vez que nos meios virtuais e telefone não conseguia, como ocorre com a maioria da população.

“Cheguei na Agência de Jundiaí por volta das 10:30 da manhã. Já na entrada uma servidora e quatro seguranças com crachás cobertos impediram minha entrada. Solicitei a presença da Gerente, e a mesma agiu de maneira ríspida. Disse para ligar e que não atenderia. Estava requerendo atendimento como cidadão e depois como advogado”, comentou.

Por volta da 12h55 o advogado disse que entrou na Agência e foi cercado por cinco seguranças e mais três funcionários. Foi assim que a Gerência chamou a Polícia Militar e ele acionou a Comissão de Prerrogativas da OAB e “também a advogada da prerrogativa foi tratada com desdém”.

Ronaldo disse que “a Agência estava aberta e por determinação judicial os funcionários tinham a obrigação de atender”.

Resposta da Previdência

“O advogado foi orientado de que o atendimento, neste momento de reabertura gradual e segura, se dá somente mediante agendamento prévio.
Destacamos que todas as medidas tomadas pelo INSS, nesse momento de excepcionalidade, visam à segurança de todos os cidadãos. Assim, as agências, nesta fase da retomada gradual, atenderão abaixo da capacidade habitual.
Com base em estudos feitos pelo INSS, a partir de orientações do Ministério da Saúde e da Anvisa, será atendida nas agências apenas a quantidade de segurados que possibilite o distanciamento seguro entre as pessoas. Para que haja previsibilidade e planejamento, o INSS somente pode oferecer atendimento mediante agendamento prévio, por ora.
INSS conta com a compreensão e colaboração de todos nesse momento, com vistas à saúde e segurança de todos”.