Cultura reabre agendas para espaços públicos

A Unidade de Gestão de Cultura (UGC) abriu os agendamentos gratuitos para a realização de atividades nos equipamentos culturais públicos do Município. Conforme estabelecido pelo Decreto Municipal 29.250, de 09 de setembro de 2020, alguns dos espaços que se encontravam fechados desde a pandemia de Covid-19 poderão ser utilizados somente para atividades culturais presenciais internas.

Sob agendamentos, poderão ser realizados ensaios, reuniões de planejamento de ações e gravações, somente com servidores, produtores culturais e artistas, sem a presença de público e com controle de acesso e adoção dos protocolos sanitários intersetorial e setorial específico para a área da cultura no Plano São Paulo.

Além de cumprir com as medidas sanitárias, como o uso de máscaras e o limite máximo de pessoas estabelecido por local, os solicitantes deverão ser rigorosos com o horário de suas atividades, a fim de permitir a manutenção e higienização corretas dos ambientes pela Prefeitura.

Complexo Fepasa

Para o Complexo Fepasa, poderão ser solicitados via formulário online o uso das áreas internas e externas para a realização de fotos ou filmagens e o uso de uma de suas salas (Sala dos Relógios, Sala B1 Laboratório e Sala Jundiaí) para a realização de ensaios, reuniões, “lives” e gravações de clipes.

AGENDAMENTO DE SALAS

AGENDAMENTO PARA SESSÕES DE FOTOGRAFIA OU FILMAGEM

Neste momento, podem ser solicitados agendamentos entre até o dia 09 de outubro de 2020, somente de segunda a sexta-feira.

 

Jovens praticam atividade de dança ao lado de barras em sala ampla, com chão emborrachado e espelhos ao fundo

Salas do Complexo Fepasa, como a Hermeto Pascoal (foto), poderão ser agendadas por meio de formulário online.

 

Teatro Polytheama

Já para o retorno parcial das atividades no teatro, o agendamento será feito exclusivamente através do e-mail [email protected].

Neste momento, o período solicitado também poderá ser até o dia 09 de outubro, de segunda a sexta-feira, também somente para atividades internas com servidores, produtores culturais e artistas, tais como gravações e lives, sem a presença de público e com controle de acesso.

As regras para a utilização do espaço serão enviadas pelo Departamento de Teatros aos solicitantes e levam em conta, além das diretrizes para uso do teatro especificadas pelo Decreto Municipal 16.017/1997 os protocolos sanitários intersetoriais e o protocolo setorial específico para a área da cultura do Plano São Paulo, do Governo do Estado de São Paulo.

 

Foto de teatro vazio, vista a partir de uma de suas galerias, com palco e plateia vazios

Agendamentos para o Polytheama também estão restritos a atividades internas, sem a presença de público e com controle de acesso.