Jundiaí tem sobra de 500 exames de mamografia ao mês

No “Outubro Rosa” as mulheres são incentivadas a realizar o exame de mamografia, para evitar o câncer. De acordo com a Prefeitura de Jundiaí atualmente estão sobrando exames não agendados em torno de 500 por mês. A expectativa era de realizar até 2.400 exames.

A Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) informa que, em virtude da pandemia do Novo Coronavírus, as atividades em grupos alusivas ao Outubro Rosa estão suspensas.

A celebração do mês de combate ao câncer de mama será feita com a ampliação da oferta dos exames necessários para o diagnóstico da doença.

A oferta de ultrassom de mamas será ampliada em 20% (de 500 para 600) nos meses de outubro e novembro e a mamografia em 15% (de 2,4 mil para 2,8 mil), em relação ao praticado nos mesmos meses do ano passado.

Na comparação com o período anterior à data, a ampliação é de 40%, quando foram ofertadas 2 mil mamografias.

Como fazer o exame

Os exames podem ser solicitados durante o acolhimento na UBS do bairro mais próximo de sua casa, ou no balcão da unidade de referência, para mulheres com mais de 40 anos e que estejam no período para a realização do exame.

Segundo a Saúde não há fila de espera para mamografia, visto que, mensalmente há sobra média de 500 exames não agendados.

A ultrassonografia terá a demanda eliminada com a ampliação da oferta.

A ultrassonografia tem solicitação de 146 pacientes, que serão atendidas neste mês, além dos demais que tenham o exame solicitado.

Todos os casos que buscaram o atendimento com suspeita de câncer ou identificação de qualquer anomalia durante o autoexame foram atendidos, mesmo durante o período de restrições da COVID-19 (entre os meses de março e abril), bem como nos demais meses.

A qualquer alteração, a mulher deve procurar o atendimento de Saúde a que está referenciada para iniciar a investigação do caso e ter o acompanhamento/tratamento iniciado.

Com a retomada das agendas eletivas de forma gradual – alcançando 75% da totalidade de atendimento realizado pela rede no último mês –, as consultas de rotina – sem priorização – passam a ser agendadas pelo próprio usuário, por meio da Central de Agendamento de Consultas (CAC).

Atualmente, 18 pacientes estão em tratamento de radioterapia no São Vicente e 167 em quimioterapia.

Segundo a Saúde Jundiaí atende a legislação de prazo inferior a 60 dias entre o diagnóstico e o início do tratamento oncológico.

As consultas podem ser agendadas pelo telefone 4531-8670 (CAC) ou ainda nas próprias UBSs, após o acolhimento da equipe.

Prefeitura de Jundiaí retoma agendamento de consultas para as UBSs | JORNAL DA REGIÃO (jr.jor.br)