Delegado tenta descobrir quem são autores de estupro coletivo

O delegado de Itatiba, José Mário de Lara, determinou aos investigadores da Polícia Civil o início dos trabalhos para tentar identificar os 12 homens que são acusados de estupro coletivo contra uma mulher de 30 anos na madrugada deste sábado (24), no Jardim de Luca. O inquérito já foi encaminhado para a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) da cidade.

Segundo o delegado, em entrevista ao “Jornal da Região”, a vítima “não consentiu o ato, tendo sido violentada” em um matagal.

A mulher é uma moradora de Jundiaí.

Ela foi convidada por um rapaz de Itatiba para “trabalhar” próximo ao local dos fatos, uma vez que estava endividada e precisava de dinheiro para pagar aluguel da casa onde reside.

A mulher relatou a guardas municipais – enquanto recebia atendimento médico no Pronto Socorro da Santa Casa de Itatiba -, que um grupo de homens se aproveitou dela mediante força física e estava sob efeitos de drogas.

Ela conseguiu “contar” 12 homens que a violentaram – sem preservativo.

A mulher acredita que tenha sido até mais os que abusaram dela, porque acabou ficando desacordada.

A vítima foi socorrida por guardas municipais.

No hospital ela relatou que possuí Aids.

A pedido do delegado a mulher foi encaminhada para um abrigo de proteção às vítimas de violência.

Denúncias podem ser feitas no telefone 181. Não precisa se identificar.