Preso de Itatiba é encontrado morto em cela do CDP de Jundiaí

O delegado do 6º Distrito Policial de Jundiaí, Luciano Carneiro de Paiva, determinou abertura de investigação para apurar a morte de um preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) da Rodovia dos Bandeirantes, no bairro do Castanho.

Na manhã desta quarta-feira (28), quando o carcereiro liberou os presos de uma cela onde havia sete homens, um deles não saiu para o “banho de sol”.

Na hora em que a equipe de agentes do CDP foi averiguar o que tinha ocorrido, encontrou o preso morto com uma “corda” improvisada no pescoço e amarrada junto à grade.

A equipe médica do CDP foi acionada, mas o preso já estava em óbito.

O preso tinha 37 anos e cumpria prisão preventiva pela prática de feminicídio em Itatiba. Ele matou a ex-namorada, Margarete Correia Nunes, de 45 anos, escondendo o corpo dela no seu quarto. A família tinha chamado a Polícia Civil para procurar a mulher que estava desaparecida de casa.

 

%%footer%%