Sete casos de raiva são confirmados em morcegos em Jundiaí

Segundo o boletim epidemiológico, divulgado pela Prefeitura de Jundiaí nesta quinta-feira (12), sete morcegos capturados testaram positivo para a raiva em 2020.

Os casos foram registrados nos bairros Centro, Caxambú, Chácara Urbana, Fazenda Grande, Malota e Vila Alvorada. Em 2018, o município registrou três animais com a doença e, em 2019, foram sete confirmações.

A raiva é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus que se alastra pelo organismo dos animais mamíferos, domésticos ou selvagens, podendo contaminar também os seres humanos.

Ela pode ser transmitida por meio do contato com a saliva, arranhadura, mordida ou lambida do animal contaminado.

A recomendação da prefeitura é para que os moradores mantenham a vacinação dos animais domésticos em dia com as doses, que devem ser aplicadas anualmente.

Além disso, caso encontre um morcego em situação atípica – machucado, voando durante o dia, etc – o morador deve acionar a prefeitura pelo telefone (11) 4521-0660. Também é recomendado isolar o cômodo ou o local onde o animal está e imobilizá-lo, sem entrar em contato direto com ele.

Os morcegos são animais protegidos por lei e desempenham um importante papel na natureza, além de não serem os hospedeiros naturais do vírus da raiva e, por isso, não podem ser mortos.