Reunião inicia ‘Operação Verão contra Arboviroses’

Técnicos da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS) de diversos departamentos se reuniram na tarde desta quinta-feira (19), para iniciar a ‘Operação Verão contra Arboviroses’. O trabalho de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela é realizado durante o ano inteiro, porém, com a chegada do período das chuvas e das altas temperaturas, é intensificado.

Segundo o gerente da Vigilância em Saúde Ambiental (Visam), Carlos Ozahata, o ano de 2020 – até o mês de outubro – contabiliza 98 casos de dengue. A situação reforça a necessidade de a população manter a atenção aos espaços domiciliares. “As arboviroses são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti que, necessariamente, precisa de recipientes com água parada para a colocação dos ovos e desenvolvimento das larvas. Cuidando para que não existam essas condições, conseguiremos interromper o ciclo da doença”, argumenta o veterinário.

A reunião entre os técnicos do município é realizada periodicamente, com o objetivo de manter as ações, que terão intensificação em relação à visitação dos agentes comunitários de saúde e o questionamento sobre a necessidade de eliminação de possíveis criadouros no ambiente domiciliar. “Este será um período diferente. A pandemia do Novo Coronavírus continua e chegamos à época de maior transmissão das arboviroses. Todo o cuidado se faz necessário para evitar que tenhamos casos e o risco de internações das pessoas mais vulneráveis às doenças”, alerta.

Cuidados
Para manter a residência livre dos mosquitos transmissores das arboviroses, basta seguir as recomendações da Visam:
– Manter os quintais livres de objetos que possam acumular água;
– Eliminar os pratos aparadores das plantas;
– Revisar as calhas para evitar qualquer acúmulo de água;
– Manter garrafas retornáveis armazenadas com a ‘boca’ para baixo e em local protegido da chuva;
– Limpar com água, sabão e esponja as vasilhas de água dos animais de estimação.